PROCLAMANDO A VOLTA DO SENHOR JESUS!




"E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” -Apocalipse 22:17



sábado, 4 de fevereiro de 2017

Importa, porém, caminhar hoje, amanhã e no dia seguinte...

Lucas 13: 32, 33

INTRODUÇÃO 


A Obra para a qual fomos chamados é na verdade uma caminhada que nos conduz à eternidade. O servo nunca pode pensar em parar no meio do caminho – a Obra é dinâmica – nada pode impedir seu avanço, em todas as situações ele tem que prosseguir em direção ao alvo. 

DESENVOLVIMENTO 


O Senhor Jesus se referiu, certa vez, a três períodos da sua vida, a partir do hoje, que era o momento que Ele estava vivendo naquela hora. Ele disse que importava caminhar em todos os momentos da vida.

  • Importa caminhar... – Isso aponta para a dinâmica da Obra, para a necessidade de avançar sempre, em direção ao objetivo que é a vida eterna.

  • Hoje... – Aquele era o momento da bênção no ministério de Jesus, o momento do júbilo de ver o Senhor operando milagres, libertações, curas maravilhosas, etc. Importava caminhar naquele momento e naquela hora.

  • Amanhã... – O amanhã a que Jesus se referiu, foi de perseguições, humilhações, angústias, provações e por fim o Calvário. Ele disse que importava caminhar nestes momentos difíceis também.

  • E no dia seguinte... – O dia seguinte fala do momento da ressurreição e da glória do Senhor Jesus. Este momento, também será o daqueles que caminharem em fidelidade até aquele dia.

  • Para que não morra um profeta... – A desistência e o desânimo em prosseguir na caminhada, o abandono do Projeto de Deus por causa das lutas e provas, implica em morte espiritual.

  • Fora de Jerusalém – Aqueles que pararem na caminhada e perderem a vida eterna, ficarão de fora da Jerusalém Celestial, a Cidade Santa que Deus preparou desde a fundação do mundo para aqueles que O amam. 

CONCLUSÃO 


A Obra é uma caminhada, uma vida na revelação, que não pode ser deixada por nada neste mundo. Para chegar à Eternidade é preciso caminhar com Jesus em todas as circunstâncias.







Leia Mais ››

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

A melhor notícia de todos os tempos


Não foi veiculada em horário nobre, tão pouco ganhou a primeira página dos principais jornais do mundo. Nenhum jornalista de renome internacional esteve no local para apurar os fatos deste evento ímpar na história. Não houve Ibope ou nenhum furo de reportagem.
A redação do texto pode não ter sido das melhores, afinal, não houve tempo de passar a limpo, havia urgência na transmissão deste fato.

As poucas pessoas que ouviram, a princípio, não acreditaram. Os portadores desta importante notícia não eram pessoas muito críveis em sua época para esse tipo de trabalho. Afinal, a melhor notícia de todos os tempos deveria ser dada pela Routers, Associate Press, BBC ou CNN, mas ao invés disso, duas mulheres simples foram encarregadas de dizer aquilo que o mundo até hoje não quer ouvir: JESUS CRISTO RESSUSCITOU!
Não houve, nem haverá notícia similar a esta. Jesus Cristo que foi morto, agora não está mais morto. Aquele que desceu a sepultura, saiu de lá e está vivo! Como isto e possível? Perguntaram os que ouviram. Como isto é possível? Perguntam os que ouvem agora.
A melhor notícia de todos os tempos é também a mais intrigante. Ela desafia os sábios e entendidos, mas traz esperança aos simples. Afinal, a ressurreição de Cristo é uma prova viva da ressurreição daqueles que nele crer.

Quase dois mil anos já se passaram, inventaram a prensa, depois, a imprensa. Notícias vem e vão todos os dias. Tragédias, política, futebol, celebridades e tudo que é de mau gosto são as opções preferidas dos noticiários atualmente. Muito se fala hoje daquilo que amanhã poucos se lembrarão. São notícias passageiras como tudo nesta vida, mas a melhor notícia de todos os tempos permanece viva e atual no ibope daqueles que amam a Deus.
Espalhe esta notícia, assim como aquelas mulheres e depois os seguidores de Jesus o fizeram. Não passe a limpo, nem espere o horário nobre, apenas diga que Jesus Cristo Ressuscitou, que subiu ao céu e em breve voltará para buscar aqueles que creram na melhor notícia de todos os tempos .
O SENHOR JESUS ESTÁ VIVO E VOLTARÁ

Fonte: http://www.evangelizacao.blog.br/a-melhor-noticia-de-todos-os-tempos.aspx
Leia Mais ››

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Sei ter abundância e sei passar necessidade



Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. (Filipenses 4 : 12)

INTRODUÇÃO: 

Na nossa vida passamos por situações difíceis, e temos que está pronto para todas as situações, o importante é Deus estar neste equilíbrio.

A posição do servo é uma posição de equilíbrio. O verbo saber usado no texto, indica um aprendizado que se deu pela operação do Espírito Santo.

DESENVOLVIMENTO:

 Sei passar necessidade, e Sei ter abundância.
· Sei passar necessidade... Para o homem natural, o passar necessidade é uma situação desesperadora. Para o servo que sabe passar necessidade, ela não se torna motivo de fraqueza, desânimo ou revolta, mas um impulso que o leva a aproximar-se mais e mais do Senhor. Saber passar necessidade é aprender a buscar ao Senhor e depender dele, e este aprendizado não é natural, mas surge através do ensino do Espírito Santo
· Sei ter abundância... A abundância fala de uma situação em que aparentemente não falta nada e tudo vai bem. Nesta situação, geralmente o homem esquece de Deus, se acomoda e não o busca mais, pois tudo lhe é favorável. No entanto, o Espírito Santo tem uma preciosa lição para nos ensinar nesta situação também, pois o servo que conhece ao Senhor, aproveita o tempo da bonança para se fortalecer no espírito, aproveitando o tempo favorável para servir com mais intensidade, pois Jesus falou: “Trabalhai enquanto é dia...”

CONCLUSÃO:

Se na necessidade perseveramos, na abundância crescemos no conhecimento do Senhor, mantendo em todo tempo o equilíbrio e o desenvolvimento da vida espiritual.

"Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece." (Filipenses 4 : 13)
Leia Mais ››

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Amor Ágape "αγάπη"


João 3:16
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 

Ágape (em grego "αγάπη", transliterado para o latim "agape"), é uma das diversas palavras gregas para o amor. A palavra foi usada de maneiras diferentes por uma variedade de fontes contemporâneas e antigas, incluindo os escritores da Bíblia. Wikipédia

Nossa meditação hoje consiste neste texto maravilhoso, que muito de nós conhecemos de cor; Jesus revela o sentimento do Pai pela humanidade; o relacionamento de Deus com Israel não era tudo, Deus não amava só Israel, mas sempre amou o mundo e através de Israel Ele queria alcançar toda humanidade; Deus disse que em Abraão seriam benditos todos habitantes da terra.

“Porque Deus”
Jesus inicia dizendo que Deus, que é o “maior Ser que existe”, que para Ele o mar é apenas uma gota, mil anos para nós é como um dia para Ele, onde todos os astros espaciais numerados são comparados aos grãos de areia no mundo inteiro e Ele o chama cada um ao seu próprio nome, este é o maior Ser que conhecemos.

“Amou”
O amor é o “maior sentimento” que possa existir; para um bom entendimento a respeito deste amor, é necessário que nós possamos saber que amor é este; o amor de Deus não é o amor do mundo, o Eros e nem Filantrópico, e sim o Ágape, o amor sem pedir nada em troca incondicional, o que o Senhor nos pediu em troca pelo seu amor?, mas nos amou primeiro.

“O mundo”
Não existe ambiente maior com pessoas, do que o mundo, Deus não amou um homem, uma família, uma nação más o mundo, o doutor,o mendigo,o piedoso, o homicida, o honesto, o ladrão, Deus não olhou as falhas e nem as virtudes mas as almas contritas existentes no mundo.

“Deu ”
Não existe “ um gesto maior” do que este oferecer algo que é seu para favorecer alguém, isto é dádiva, é dom gratuito, é graça, favor imerecido, Deus não vendeu, não nos emprestou mas deu, estamos vivendo no período chamado graça por isso que só alcançaremos a vida eterna se entendermos que devemos aceitar este presente de Deus.

“Seu filho unigênito”
Deus não tinha dez filhos e deu um, mas tudo que Ele tinha ele nos entregou, o “seu maior bem” era único e fazia parte Dele desde o princípio, todas as coisas foram feita por Eles e nada do que foi feito, foi feito sem Eles com a ação do Espírito Santo.

“Para que todo aquele”
Este é o “maior convite” feito em todo o mundo, você pode ter recebido muitos convites, mas todos foram restritos, o convite do homem se limita, e muitas vezes fazemos acepção de pessoas, mas Deus convida a todo homem para a salvação de sua alma; se você faz parte do todo aquele você está convidado para este projeto eterno.

“Que nele crê”
O maior ser, teve o maior sentimento, pelo maior grupo de pessoas e com o maior gesto deu o seu maior bem, e faz hoje o maior convite a nós, para que o dediquemos o menor ato que existe, que é crê.
Você crê que o Senhor pode te salvar, curar e arrebatar, te levar para a eternidade Dele?
Ele nos ofereceu tudo o que é de maior em troca do nosso menor ato, Jesus disse para Marta e Maria: Se creres verás a glória de Deus. ALELUIAS!!!


“Não pereça”
O Senhor nos ensina que quem crê e for batizado será salvo, mas ensina também que a partir do ato também tem o processo, não podemos interromper isto na nossa vida, Calvino por não ter o Espírito Santo inseriu esta falsa doutrina “SALVO UMA VEZ SALVO PARA SEMPRE”, isto é um engodo, um engano, pois sem santificação ninguém verá a Deus.

Não perecer é “o maior livramento”, Jesus é a Água e o Pão da vida, pão e água só ingerimos uma só vez? É muito bom termos cuidado, a intenção do inimigo não é tirar ninguém da igreja e sim fazer que o homem viva uma mescla, coma pão fermentado e pregue heresias.


“Mas tenha a vida eterna”
O maior prêmio, o maior galardão, a maior herança que o homem possa ganhar; Jesus está a portas e nos chama para provar da sua grandeza e nos mostrar que nada deste mundo transcende, o homem é isto mesmo que vemos aí, vaidade e aflição de espírito correndo atrás do vento e ao olhar para dentro de si, está vazio, seco, nada o preenche.
Quando a nossa alma se relaciona com o Criador, podemos está moribundo no leito, canceroso, no estado final, mas estamos alegres, felizes pois sabemos que esta vida está passando e logo estaremos nos braços do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, pois o que ama sua vida aqui perderá no último dia, más ao que aborrecer de sua vida aqui será salvo.


por  Diácono Daniel Domingues
Leia Mais ››

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Ide preparar-nos a Páscoa



Lucas 22: 7-14


            INTRODUÇÃO
              
               A Obra que o Senhor tem realizado, tem contado com a participação ativa dos seus servos através dos séculos. Deus não deseja fazer tudo sozinho, mas Ele tem envolvido aqueles que tem chamado neste trabalho. Podemos ver isso quando Deus levantou Moisés para tirar o povo de Israel do Egito, quando chamou Gideão, Sansão e outros para libertar seu povo de seus inimigos, e assim por diante. Para salvar a humanidade, Deus enviou Jesus, que se fez homem, e nos libertou de todos os nossos inimigos.

               DESENVOLVIMENTO

               Aquilo que mais alega o coração do Senhor é ver seus servos realizando sua Obra e sua vontade. Ele é honrado através da obediência diligente dos seus filhos, e quando estes procuram conhecer sua vontade.

               Quando Jesus se preparava para comer a Páscoa, onde estaria reunido com os discípulos pela última vez, Ele os orientou que preparassem o lugar determinado para isso. Podemos observar, através  daquilo que aconteceu a partir deste momento, como o Senhor procede e espera que procedamos na realização da sua vontade.

Verso 8 - Jesus revelou seu propósito, mas não teceu detalhes, pois esperou que os discípulos se interessassem pelo seu plano, e buscassem mais instruções para cumprir aquilo que Ele já havia revelado como sendo sua vontade.

Verso 9 - Os discípulos, então, pediram instruções ao Senhor, manifestando assim, o desejo de cumprir sua vontade integralmente. Se não estivessem interessados em fazer tudo como Ele queria, sairiam a procurar, e certamente voltariam com a desculpa de que não encontraram lugar algum, ou com um lugar que não era da vontade do Senhor, e desta forma o seu propósito não se cumpriria.

Verso 10 - Jesus revelou os detalhes, falando de um homem com um cântaro d'água no meio da multidão, de uma casa onde entraria e do dono da casa onde a Páscoa seria realizada.

Verso 11 - O Senhor revelou o que os discípulos deveriam dizer ao dono da casa, de modo que eles não falaram por si, mas transmitiram a mensagem que o Senhor tinha para ele.

Verso 12 - Jesus também falou dos detalhes da casa, do ambiente espaçoso e da mobília que havia nele. O Senhor conhece a vida e o coração das pessoas e tudo que há no seu interior.

Verso 13 - Depois de tudo orientado, os discípulos partiram para a missão, e encontraram tudo como o Senhor tinha dito. Tudo já estava pronto, era necessário apenas obediência para que tudo se cumprisse conforme a vontade do Senhor Jesus. Aquilo tudo propiciou aos discípulos o privilégio de participar da comunhão com Jesus, além de ver sua revelação se cumprir e sua Obra ser realizada - verso 14.

               CONCLUSÃO

               A Obra do Senhor está toda pronta, e Ele tem nos revelado sua intenção e seu propósito. Nós precisamos exercitar a fé, buscar a orientação do Senhor e realizar a sua vontade.
               Quando o Senhor revela algo que está incompleto, devemos continuar buscando, para sabermos como deve ser feito, onde fazer, quando fazer, o que devemos dizer, a quem dizer, etc.

               A dinâmica da Obra requer nosso desprendimento e ação, orientada pela revelação. O Senhor tem estabelecido sua vontade quanto ao culto profético; cabe à igreja buscar os recursos para realizá-lo - dons espirituais com detalhes, atitude de fé diante do desconhecido, madrugadas, jejuns, oração, etc. Se não houver interesse por parte dos membros, não haverá frutos, a Obra irá enfraquecer e poderá parar definitivamente, pois Deus só nos dará uma nova revelação quando cumprirmos a primeira. 
Leia Mais ››

Carnaval o deus da carne


Todos os anos em nosso país são festejados o carnaval, onde todos podem participar das folias com trios elétricos, desfiles, etc...

E você, amigo leitor, sabe o que significa a palavra carnaval? Carnaval ou folia quer dizer divertimento da carne, bagunça da carne, prazer da carne, farra, loucura, etc.

Carnavale - Vocábulo italiano, que significa “adeus à carne”, é festa de muita alegria, folia e orgia.

A comemoração do carnaval é de origem pagã. Desde tempos imemoriais no Egito antigo, no outono, realizava-se a festa do boi Apis - animal sagrado. Escolhia-se o boi mais belo e todo branco o qual era pintado com várias cores. O boi era conduzido pelas ruas, e levado até o Rio Nilo, onde era afogado. Em procissão, sacerdotes, magistrados, homens, mulheres e crianças fantasiadas grotescamente, iam atrás dele dançando, cantando, em promiscuidade até seu afogamento. Com as conquistas da Grécia e de Roma, a festa foi transportada para outros países, sob outras formas e denominações. Na Grécia tomou o nome de Dionísio e em Roma, Bacanal em homenagem ao deus do vinho Baco. Nessas comemorações se fechavam todos os estabelecimentos comercias, e se abriam todos os lugares de divertimentos, onde a devassidão, a orgia e os prazeres sensuais eram inomináveis.

Com o advento do cristianismo, as festas pagãs se arrefeceram, mas na idade Média, sob a tolerância da Igreja dominante, recrudescera entre os povos de educação latina sob a única denominação de carnaval. No Brasil, com a miscigenação cultural afro-brasileira e com rituais diferentes, o carnaval empolga multidões e é atração turística.

O carnaval é festa religiosa, que veio do paganismo antigo, dedicado a Momo - deus da zombaria, do sarcasmo, da pândega e que está ligada à quaresma - período de abstinência e jejum, que termina com a semana santa.

O cristão deve se conduzir pelas determinações bíblicas. Momo é Satanás dissimulado. Jesus em Sua quaresma de jejum e oração repeliu o falso deus dizendo: “Retira-te Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele darás culto” (Mt 4.10). O Salmo 115.1-8 afirma que quem adora um Deus morto se torna espiritualmente semelhante a ele. Momo é deus morto, cuja falsa duração é de três dias, cultuado pelos foliões, e que conforme a mitologia foi expulso do Olimpo, para ser na terra o rei dos loucos.
  O apóstolo Paulo fala de dois tipos de pessoas  as carnais e as espirituais.  

“Porque a carne milita contra o espírito, e o espírito contra a carne, estes se opõem um contra o outro” (Gálatas 15.17).

A palavra carne no original grego é sarx e tem vários significados na Bíblia, principalmente nas epistolas. Pode significar fraqueza física (Gl 4.13), o corpo, o ser humano (Rm 1.3), o pecado (Gl 5.24), os desejos pecaminosos (Rm 8.8) Aqui significa o conjunto de impulsos pecaminosos que dominam o homem natural.
Espírito... contra a carne. O conflito espiritual interiormente no crente envolve a totalidade da sua pessoa. Este conflito resulta ou numa completa submissão às más inclinações da “carne”, o que significa voltar ao domínio do pecado; ou numa plena submissão à vontade do Espírito Santo, continuando o crente sob o senhorio de Cristo (v. 16; Rm 8.4-14). O campo de batalha está no próprio cristão, e o conflito continuará por toda a vida terrena, visto que o crente por fim reinará com Cristo (Rm 7.7-25; 2 Tm 2.12; Ap 12.11; Ef 6.11).

O Senhor Deus ensina o homem a andar segundo os parâmetros de Sua Palavra e toda a Bíblia Ele adverte o homem a andar segundo Espírito e não segundo carne.

O espírito inclina-se para as coisas celestiais e a carne para as coisas terrenas. O homem que está se divertindo no carnaval passa a ser uma pessoa carnal, isto quer dizer que ele está andando segundo a carne. Por isso Paulo diz:: “Andai em Espírito e não cumprireis concupiscência da carne” (Gl 5.16).

Segundo a Bíblia Sagrada o homem que anda nas festas carnavalescas, ou seja, na bagunça de sua carne, torna-se inimigo de Deus e desobediente à Sua Palavra.

“Porque os que estão segundo a carne, inclinam-se para as coisas da carne, mas os que estão segundo o espírito, para as coisas do espírito. Porque a inclinação da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Porque a inclinação da carne é inimizade contra Deus”, pois não é sujeita á lei de Deus, nem, em verdade, pode ser. Porquanto, os que estão na carne, não podem agradar a Deus” (Rm 8.5-8).

O apóstolo Paulo fala de dois grupos de pessoas os carnais e os espirituais. Cabe a cada um fazer uma análise introspectiva para verificar se suas inclinações são carnais ou espirituais.

O pensamento do homem norteia o seu comportamento. Se a mente é carnal, seu comportamento é carnal, resultando em morte; se a mente é espiritual, seu comportamento é espiritual, resultando em vida e paz.
Inclinação da carne. Isso significa ter a mente carnal, vida controlada pela carne. Tal pessoa não está sob o domínio do Espírito. Quem assim vive não pode agradar a Deus. Só podemos agradar a Deus fazendo Sua vontade. Mas só o conseguimos se estivermos sob a direção do Espírito Santo.

Inclinação do Espírito. Os que são justificados pela fé em Cristo, nasceram de novo, e, portanto, são regenerados. São filhos de Deus. Eles ocupam-se inteiramente das coisas de Deus. Mas, os que não são filhos de Deus, seguem a inclinação da carne, que são os desejos pecaminosos deste mundo.

Portanto, quais as recompensas positivas que você pode tirar do carnaval? Acredito que não encontrará nenhuma. Como em todos os tempos e lugares, no Brasil a festa é portadora de nefastas conseqüências ao indivíduo, à família, e à sociedade. Todos os anos o governo brasileiro distribui milhares de camisinha para os foliões isto para provar que o carnaval é uma festa de promiscuidade. Nestes dias a humanidade cai em maiores depravações jamais vistas; prostituições, drogas, bebedices, adultérios, suicídios, assaltos, roubos, jovens grávidas, estupros, homossexualismo, lesbianismo, entre outras imoralidades. Quantas mortes e assassinatos acontecem nestes dias? Essas são as recompensas do carnal.

Se o carnaval é cultura e para muitos uma festa sagrada, porque então as autoridades e educadores estão distribuindo camisinha e seringa descartável para os foliões? É uma festa sadia ou é a bagunça da carne? Os que praticam tais coisas tornaram-se inimigos de Deus e com suas obras carnais não podem agradá-Lo.

O carnaval leva o homem para a morte e condenação, mas o Espírito leva o homem para o Calvário, para Jesus o Filho de Deus. É por isso que Paulo diz que: “...nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne mas segundo o espírito”.(Romanos 8.1).

O carnaval é à volta das religiões pagãs e de maneira alguma deveria estar justaposta ao período da quaresma que começa com a Quarta-feira de cinzas. Lamentavelmente é que criaturas que se dizem cristãs festejem o carnaval, ressurgimento do paganismo de priscas eras e responsável pelos danos e efeitos morais para homens, mulheres, jovens de ambos os sexos, também crianças. Pelo exposto, carnaval é festa religiosa que se contrapõe ao cristianismo verdadeiro. A festa carnavalesca é culto imerecido ao falso deus Momo que constitui ofensa à pessoa do Deus vivo Criador e verdadeiro.

O carnaval é pecado e a Bíblia diz que o pecado gera a morte: “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna por Cristo Jesus nosso Senhor” (Rm 6.23). E no capítulo 8 e verso 6 de Romanos Paulo diz: “Portanto a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz”. E no verso 13 Paulo continua a dizer: “Porque se viverdes segundo a carne morrereis, mas se pelo espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis”.

Deus não tem prazer na morte e condenação do pecador, mas que todos venham ao arrependimento, por isso Ele enviou Seu Filho Jesus, não para condenar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele (Jo 3.17).
Andar segundo a carne é viver no caminho largo que conduz a perdição, mas andar segundo o Espírito é seguir a vida do Espírito Santo (Rm 8.13-14). Antes da conversão, o homem é carne que naturalmente satisfaz os desejos do coração dominado pelo pecado. Mas quando o Espírito entra e habita no coração do crente, Ele luta contra esses apetites, produzindo em seu lugar o novo fruto que é, nada mais, nada menos, que as qualidades e atributos de Cristo (Gl 5.22-3).

Leia Mais ››

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Haverá, ó Sião, estabilidade nos teus tempos...



Isaías 33: 6


            INTRODUÇÃO

            A situação caótica em que vive o mundo e os seus habitantes, é consequência da falta de cinco coisas fundamentais na vida do homem, as quais só o Senhor Jesus pode dar:

1.    Estabilidade;
2.    Salvação;
3.    Sabedoria;
4.    Conhecimento; e
5.    Temor do Senhor.

            DESENVOLVIMENTO

1.    Estabilidade - A falta de estabilidade e equilíbrio é uma características do mundo hoje em dia. As pessoas vivem de forma desequilibrada em vários aspectos: na vida familiar, afetiva, psicológica, emocional, profissional e principalmente na vida espiritual. O homem nunca se sente satisfeito com sua própria vida, e isso acontece pela ausência do Senhor no seu coração. Através da sua Palavra, Deus pode libertar o homem de tudo isso, trazendo todo o equilíbrio necessário para sua vida. A presença de Jesus no coração, dá ao homem a harmonia e o equilíbrio espiritual necessário à estabilidade de toda a sua vida.

2.    Abundância de Salvação - A Bíblia diz que “onde abundou o pecado, superabundou a graça de Deus”, por isso a Palavra fala de “Abundância de Salvação”. O homem precisa com urgência da salvação, do livramento dos seus pecados. A bênção da salvação trás equilíbrio, pois liberta o homem da corrupção, que gera o desequilíbrio e influencia todos os setores da sua vida.

3.    Sabedoria - A maioria das pessoas no mundo tem um conceito errado sobre sabedoria. Para muitos sabedoria significa ser “sabido e esperto”, ter a capacidade de ludibriar os outros e conseguir seus objetivos sem esforço ou trabalho. Mas a sabedoria que o Senhor quer nos dar é totalmente diferente, pois procede do alto, da eternidade, e só ela torna o homem realmente sábio. Ser sábio é saber apartar-se do mal e buscar o caminho da retidão e da justiça, é andar na revelação e na orientação do Espírito Santo. Ninguém conhece a Deus através da sabedoria do mundo, pois ela é “loucura” para Deus - I Co 3: 18, 19. A sabedoria do alto afasta o homem do mundo e o conduz à santificação e à vida eterna.

4.    Conhecimento - A ciência tem se multiplicado e o conhecimento humano tem alcançado patamares jamais imaginados. No entanto, o homem continua vazio e infeliz, pois todo esse desenvolvimento científico não o tem ajudado a conhecer ao Senhor. Sua busca de conhecimento e auto-satisfação nunca tem fim, de modo que o muito estudar produz o enfado. Deus deseja um tipo de conhecimento diferente para o homem: O conhecimento do Seu Filho, o Senhor Jesus. Este conhecimento transmite vida eterna para aquele que o adquire pela fé, levando-o à plenitude da paz e alegria, além do preenchimento de todo o vazio do seu coração. O profeta Oséias exorta ao conhecimento do Senhor, pois Ele é uma fonte inesgotável - Os 6: 3.


5.    Temor do Senhor - É aquilo que vai manter e sustentar a vida do servo no Caminho, proporcionando-lhe o Equilíbrio, a Salvação, a sabedoria e o desejo de sempre conhecer o Senhor. O Temor do Senhor é o princípio da sabedoria. A santificação da vida é a dinâmica que conduz o servo em direção da eternidade. 
Leia Mais ››

domingo, 29 de janeiro de 2017

Deixa as cidades e habitai no rochedo



Jeremias 48:28


INTRODUÇÃO


As grandes cidades de hoje em dia são sinônimo de organização e oferta de oportunidades para as mais diversas atividades do homem. Por isso elas têm atraído pessoas de várias procedências, na busca de uma condição de vida melhor. Mas o que se vê na realidade, é o crescimento dos problemas de toda sorte, trazendo, ao invés de descanso, angústias e insatisfações.
Na busca da satisfação das necessidades espirituais, muitos têm buscado as religiões, com sua organização e estrutura, na esperança de alcançar a paz interior. No entanto as religiões terminam acrescentando mais cargas sobre as pessoas, contribuindo para sua infelicidade.

DESENVOLVIMENTO


Diante da situação, o Senhor faz um convite a todos:

·       Deixai as cidades – O Senhor fala ao coração do homem, procurando conduzí-lo para fora do sistema religioso em que vive, o qual o prende tornando difícil a operação do Espírito Santo em sua vida.

·       Habitai no Rochedo – Em seguida o Senhor o orienta a habitar no “Rochedo”, um lugar aparentemente inóspito, sem conforto, mas que oferece verdadeira segurança. O Rochedo é um lugar forte, onde o homem encontra tudo aquilo que sua alma anseia. O Rochedo é Jesus.

·       Ó moradores de Moabe – Os moabitas eram um povo orgulhoso que costumava seguir seus próprios pensamentos e instintos. O homem dos dias de hoje tem esta mesma natureza, no entanto a Palavra de Deus lhe é dirigida, com o propósito de manifestar a sua graça e conduzí-lo a uma experiência que transforme sua vida totalmente.

·       Sede como a pomba – A tendência natural da vida é conduzir o homem à agitação, mas Deus o convida a uma vida simples, de identificação com o seu Espírito, de mansidão e confiança, pois assim ele não errará o caminho que conduz à eternidade.

·       Que se aninha na boca da caverna – A boca da caverna era formada por uma ferida (cavidade) no rochedo, ela aponta para o sacrifício e para a Obra de Jesus, o nosso Rochedo Forte. Quando nos aninhamos (escondemos) nele, encontramos um lugar seguro para nossas almas, onde desfrutamos da sua graça, do seu amor e da esperança de vida eterna.

CONCLUSÃO



O projeto de Deus se desenvolve a partir da libertação do jugo da religião e do mundo de pecados, e segue conduzindo o homem a viver em intimidade com o Senhor, na segurança da sua presença.
Leia Mais ››

SOCIAL MEDIA


Wallace Oliveira Cruz

MARCADORES