Em breve irei ter convosco

09:50 0 Comments A+ a-


I Cor. 4: 18 a 21

"Mas alguns andam inchados, como se eu não houvesse de ir ter convosco. Mas em breve irei ter convosco, se o Senhor quiser, e então conhecerei, não as palavras dos que andam inchados, mas a virtude. Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em virtude. Que quereis? Irei ter convosco com vara ou com amor e espírito de mansidão?"

Paulo está falando acerca de uma igreja. A igreja de Corinto. Não era acerca de pessoas do mundo, ou de qualquer outro grupo. Mas de uma igreja. E no verso 19 ele diz: em breve irei ter convosco.

Antes de ir faz duras advertências àquela igreja: alguns andam inchados. Esta expressão de origem grega significa "ensoberbecido, orgulhoso". Era assim que Paulo via alguns. Dessa forma, afirma que quando fosse conheceria a virtude, e não as palavras daqueles. E termina: "quando eu for quereis vara ou amor?"

Amados, Jesus vem! Em breve Ele vem! Ele vem arrebatar uma igreja santa. Um povo escolhido e santificado que o serve, o agrada e professa o Seu Nome, andando em Espírito. Mas por amor, adverte enquanto há oportunidade: alguns andam inchados, soberbos, orgulhosos, cheios de si, de religiosidade.

A igreja dos Coríntios tinha dons, como se afirma no cap. 1, porém essa igreja não tinha amor. Estava dividida. Tinha política e facção dentro dela. Tanto que no cap. 13 há uma das mais belas descrições da Palavra sobre o amor. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

Alguns andam inchados como se eu não fosse ter convosco. A postura de alguns daquela igreja era contraditória. Há muitos que se afirmam crentes, afirmam que creem que Jesus vai voltar, mas andam como se Jesus não viesse arrebatar sua igreja, isto é, fala que Jesus vem, mas não está preparado para esta vinda. Mas Jesus vem! E nós precisamos estar preparados. Não é placa de igreja que salva. No céu não haverá denominação. Deixemos a soberba, o orgulho, a acepção de pessoas, as preferências religiosas. O inchaço faz a pessoa crescer de tamanho. Mas João Batista afirmou: Importa que Ele cresça e eu diminua.

Em breve irei ter convosco, se o Senhor quiser: Jesus afirmou Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. Mc. 13:32. É a hora que Deus Pai quiser, que Ele virá. A garantia é que será em breve. Vivemos este tempo.

Conhecerei não as palavras, mas a virtude. Não adianta ter nome na relação de membros da igreja, vestir roupa de crente, frequentar todos os cultos, ser dizimista, ter aparência de piedade, se com isto não houver transformação de vida. Isto porque Deus não vê o exterior, mas a virtude (o interior) de quem foi mudado pelo Espírito Santo. Não é o que falamos que Deus leva em conta, mas o que vivemos. Não são as palavras, mas a virtude.
Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsámos demónios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Mt. 7: 21/23.

Que quereis? Irei ter convosco com vara ou com amor e Espírito de mansidão? Jesus vem! Se o homem crê que Ele virá, Ele virá! E se não crer que Ele vem? Ele virá da mesma forma. Ocorre que quando vier há duas recompensas possíveis, uma ou outra. Vara ou amor. Vara é juízo. Amor e Espírito de mansidão será o que viveremos na glória se formos achados dignos. Que quereis? É a expressão da misericórdia de permitir uma mudança antes que Ele chegue.

Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem Mt. 24: 27

Bruno Pedrosa
Muriaé-MG