PROCLAMANDO A VOLTA DO SENHOR JESUS!




"E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” -Apocalipse 22:17



domingo, 11 de junho de 2017

IGREJA NA MEDIDA DE DEUS


"Que deveras te abençoarei, e grandissimamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos;" Gênesis 22:17

Na medida do homem poderíamos racionalmente afirmar que a igreja seria o plano (B) de Deus, devido sua falha em ter escolhido o povo de Israel como nação santa.
A igreja está em todo tecido bíblico; implícita ou explicitamente a nossa história está amalgamada as páginas vetero e neotestamentárias.

À guisa de introdução acredito ser necessário destacarmos que os três principais patriarcas Abraão, Isaque e Jacó em suas tônicas estão prefigurando as três pessoas da Trindade.

Abraão representa o Pai por seu relacionamento íntimo com o Senhor (amigo de Deus), e também por não negar seu único filho.
Isaque aponta para Cristo por sua inocência em ir ao sacrifício sem abrir sua boca, e sua união profética com Rebeca que é tipo da igreja.
Jacó por interceder com gemidos inexprimíveis aos pés do anjo, e expandir a nação como no dia de Pentecostes, ele representa o Espírito Santo.

Feito este esclarecimento podemos desenvolver o verso tema com bastante tranquilidade.
Olhando por uma perspectiva técnica; do semita Abraão emanaram as três principais religiões, sendo elas: o Judaísmo com Moisés por volta do século XVIII a.C., o Cristianismo no I século d.C. iniciado pelos seguidores de Jesus Cristo, e o Islamismo no século VI (inventado) pelo mercador Maomé.
Estes dados não tem muita importância para a igreja que vai subir. O que nos interessa mesmo é o que a palavra fala a nosso respeito.
Visto que esta profecia está inserida num contexto soteriológico (provisão do Cordeiro).

"Como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar"
Este é o ponto crucial do versículo; está nítido as duas alianças feitas por Deus.

>A semente espiritual, como as estrelas do céus;
A igreja é a luz em meio as trevas

>A semente terrena, como areia que está na praia do mar;
Aliança histórica, Israel nação.

Observe que a igreja antecede Israel, pois é eterna. A igreja não é plano B; ela é profética!

Israel se multiplicou como areia devido a sua inclinação para este mundo(mar); se atentou para as liturgias(areia-fragmentos) ignorando o profético(a Rocha-Messias).
Outra coisa que devemos levar em conta é a forma que Deus salvou a nação de Israel:
"E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco..." Êxodo 14:22.
De setenta e cinco almas que chegaram no Egito com o velho Israel (Jacó), tornaram uma grande multidão.
O (mar) foi o divisor de águas na vida deste povo; pena que continuaram -na areia-(fragmento de rocha-religiosidade)

Já, a aliança de Deus com a igreja foi estabelecida pelo Sol da Justiça, que em um certo dia resplandeceu sua luz no calvário fazendo de sua noiva a estrela que brilha em meio as trevas.
O mundo identifica a estrela por sua luz, ou seja, sem a revelação (Medida de Deus) não há igreja!
Judas foi enfático quando se referiu a igreja infiel (medida do homem):
 "...Estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas." Judas 1:13.
"Errante", aquela que errou o alvo (amartya-pecado).
Israel se fundamentou em areias deixando a revelação de Deus, portanto esta é a nossa preocupação; não podemos fazer o mesmo.

"Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas." Apocalipse 3:22

SOCIAL MEDIA


Wallace Oliveira Cruz

MARCADORES