O ofício do Profeta

00:00 0 Comments A+ a-


Ezequiel 33: 1-6


INTRODUÇÃO

            A Bíblia diz que o Senhor não faz nada sem antes avisar aos seus servos os profetas. Quando o Senhor, na sua onisciência vê algum mal da parte do inimigo se aproximando ou mesmo o seu próprio juízo por causa de algum pecado não confessado, Ele revela aos seus servos para que uma oportunidade de arrependimento e reconhecimento de erro seja dada. O Senhor não tem prazer em fazer mal a ninguém, mas a sua alegria está em que o homem viva em comunhão com o seu Espírito.


DESENVOLVIMENTO

            Quando o Senhor revela algo que deve ser transmitido à igreja, aquilo precisa ser dito mesmo que pareça duro ou que vá ferir alguém. Importa fazer a vontade do Senhor e agradá-lo em tudo, e não ao homem. A responsabilidade do servo que está à frente é muito grande, pois o Senhor irá requerer dele os prejuízos decorrentes da sua negligência. Ele precisa superar os laços familiares e de amizade; ele precisa ser imparcial em seu julgamento, não se deixando levar pelo seu coração e sim pela revelação.
            A função do profeta (pastor) é entregar a revelação, quer seja agradável às pessoas ou não (exemplo de Jeremias diante do rei Zedequias – Jr 37: 17). O objetivo da profecia e da revelação é corrigir, instruir e livrar a pessoa daquilo que poderá vir a acontecer com ela, caso não acate a Palavra do Senhor.

            Se a pessoa que ouvir a voz do atalaia (o soar da trombeta)não se der por avisado, desprezando a orientação do Senhor, sua disciplina e sua orientação, e a espada (juízo) vier sobre si, a responsabilidade será sua. Às vezes as pessoas acham a palavra dura demais ou que a mensagem é direcionada, e por isso a rejeitam e às vezes até se rebelam contra o atalaia, que fez apenas o que o Senhor mandou. Devemos atentar para o que o Senhor diz em Heb 12: 5-8, e aceitar com humildade a correção do Senhor, pois Ele a faz por amor a nós e para nossa própria salvação e vida eterna.

            O atalaia era um homem escolhido para se colocar em um lugar alto, e vigiar constantemente toda a região ao redor da cidade onde habitava o seu povo. Sua função era a de um sentinela que deveria permanecer atento a tudo que acontecia ao redor, a fim de avisar a toda a cidade, através do toque de sua trombeta, caso algum perigo ou situação que ameaçasse a segurança de todos se aproximasse. Sua responsabilidade era muito grande, pois toda a segurança e a vida de todos na cidade estava na sua mão, e eles descansavam confiados na sua vigilância. Caso algum mal surpreendesse a cidade a culpa recaía sobre o atalaia, que não os avisou do perigo a tempo.


CONCLUSÃO

            Deus tem levantado os pastores como atalaias dos eu povo, de modo que devem vigiar em favor do rebanho, para que os perigos que rondam este mundo não venha atingir as igrejas e as ovelhas. Através do seu Espírito, o Senhor tem revelado tudo que a igreja precisa saber para caminhar segura, e a função dos pastores é zelar pela revelação.
                                                                                  


AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).