O Bom Pastor

00:00 0 Comments A+ a-


João 10: 7-15

INTRODUÇÃO

Quando o Senhor Jesus comparou os seus servos com ovelhas, o fez com muita propriedade, pois não há comparação mais precisa do que esta. O Senhor deseja ver nos seus servos as mesmas características que as ovelhas possuem, por exemplo;

·       A ovelha é um animal simples e manso;
·       A ovelha não tem defesa própria e não é agressiva;
·       Ela é um animal dependente e não sobrevive sozinha;
·       A ovelha é um animal gregário e sociável;
·       É um animal que aprende a reconhecer a voz do seu pastor;
·       Ela segue o seu pastor aonde ele vai; e
·       É um animal limpo, que não gosta de lama.

DESENVOLVIMENTO

O Senhor Jesus se identifica com o Bom Pastor, e o Pai é o dono das ovelhas. O Espírito Santo é o porteiro, é aquele que abre a porta (Jesus) do redil para as ovelhas entrarem. O redil, que é o lugar de descanso das ovelhas, fala da igreja e da Obra. O redil tem somente uma porta, que é Jesus, e só entra por esta porta aquele a quem o Espírito Santo abrir (revelar). Aquele que entra por ela, salvar-se-á (João 14: 6).

Todos que entram pela porta, encontrarão descanso, segurança, liberdade e alimento para suas vidas, e através da comunhão com o Senhor, aprenderão a reconhecer sua voz a fim de segui-lo para sempre, pois Ele é o Bom Pastor.

O inimigo (o lobo que vive no deserto) não tem boas intenções em relação às ovelhas. Ele vem para matar, roubar e destruir suas vidas. O covil do lobo é o mundo e a religião, para onde ele tenta arrebatar as ovelhas.

O Bom Pastor ama suas ovelhas, e Jesus nos amou de tal maneira que deu sua vida para nos livrar das garras do inimigo. Ele morreu na cruz para desfazer as obras do adversário, e nos dar a vida abundante, que é a vida eterna.

CONCLUSÃO

O Senhor conhece os que são seus, e dos seus é conhecido, pois eles vivem em comunhão constante com Ele. As verdadeiras ovelhas do Senhor sabem discernir sua voz e não seguem a voz do estranho nem do mercenário (religioso), que só se interessam pelo lucro e pela exploração das ovelhas, não se preocupando nem um pouco com o seu bem-estar.


AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).