PROCLAMANDO A VOLTA DO SENHOR JESUS!




"E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” -Apocalipse 22:17



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

"Vistes os tesouros da Saraiva, que eu retenho até o tempo da angustia, até o dia da peleja e da guerra?"

                 (Jó 38:22.23).

    Quando alguém acredita que existe um tesouro ao seu alcance, emprega todos os meios possíveis para consegui-lo, julgando que com ele será mais feliz.
    A humanidade vive carente de alguma coisa que amenize suas preocupações ou que traga tranqüilidade para a alma.
    Existe, porém, uma riqueza desconhecida da maioria que pode ser conseguida por qualquer pessoa, um valor capaz de cobrir toda carência. A pessoa vive necessitada e vencida, quando há um Poderoso capaz de lhe dar a vitória.
    Uma promessa de Deus: "Eu te darei os tesouros e as riquezas ocultas" (Is 45:3).
    Os valores mencionados aqui vêem por Jesus Cristo "...em quem todos os tesouros da sabedoria e da ciência estäo ocultos"
(Col 2:3).

    " Se buscares a sabedoria como a prata, e como a tesouros escondidos a procurares, entäo entenderás o temor do Senhor"
( PV 2:4.5 )

    Todos os elementos do Universo são usados por Deus para beneficio e felicidade dos que obedecem à sua palavra.
    Deus governa tudo o que há neste mundo e emprega cada coisa de acordo com a sua vontade, para sustento e bem-estar do homem.
    Neste sentido, Deus classifica a Saraiva como um tesouro aplicado por Ele, para abençoar os seus amados e defendê-los dos ataques dos inimigos.
    Já houve muitos casos de tesouros imaginários, que despertaram a ambiçäo de muita gente.
    Os homens preparam planos e expediçöes para conseguirem a posse de tesouros. Os interessados vão às regiões longínquas, ao fundo do mar ou às profundezas da terra; näo medem sacrifícios.
    Muitos prejudicam sua vida espiritual com a correria em direção aos tesouros materiais.
    Jesus respondeu: " Ajuntai tesouros no Céu" ( MT 6:20 ).

    Detalhes sobre a Saraiva.

    Conhecida como Granizo ou chuva de pedras, a saraiva se forma na atmosfera quando os vapores se resfriam e caem na terra petrificados como blocos de gelo.
    Na sua queda, a Saraiva pode avariar aviões ou causar prejuízos à lavoura destruindo as plantas.
    Geralmente nos referimos a Saraiva lembrando os prejuízos, näo sabendo que ela possui alto valor monetário e é instrumento de Deus para ajudar os seus servos nas ocasiões de aflição.
    A palavra Saraiva abrange nas Escrituras Sagradas muitas lições.


   A Saraiva pode representar:

         * As coisas desconhecidas da palavra de Deus
         * O valor monetário e sua utilidade material
         * A vitória quando os inimigos atacam
         * A disciplina na desobediência dos filhos de Deus.
    Ainda vem a Saraiva no livro de Apocalipse, na descrição do juízo de Deus, no fim.
    Os exemplos da história da Saraiva na Bíblia vêm provar a atividade de Deus em benefício do seu povo e o castigo que receberam os incrédulos que ameaçavam os servos de Deus.
    Os Israelitas estavam no Egito sujeitos à opressão de Faraó, executando trabalhos forçados. Naquela aflição clamaram a Deus, que atendeu ao seu clamor.
   Faraó fez oposição e preparou toda sorte de impedimentos à saída do povo de Deus. Veio o castigo Divino sobre o Egito, por meio de dez pragas, entre as quais esta a Saraiva que caiu sobre o povo de Faraó, misturada com fogo, ferindo os homens e os animais e destruindo árvores e plantas úteis ( EX 9:18.26 ).
    Quando o povo de Deus clamou na aflição, foi atendido, e os inimigos foram castigados pela Saraiva que, para os servos, serviu de alívio e de vitória.
    Na conquista de Canaã Josué estava empenhado em expulsar os inimigos e livrar a herança prometida a Israel. Cinco reis dos Amorreus se uniram, a fim de enfrentarem Josué, cujo exército näo tinha condições humanas para vencer. Deus mandou uma chuva de pedras que matou mais inimigos do que os soldados de Israel. Outra vez foi a Saraiva um instrumento de vitória na guerra.
    (Jos 10.11 ).
    Nos Salmos de louvor são lembrados os motivos de gratidão pelas bênçãos recebidas. Entre estas o Espírito Santo inclui o livramento. " Por chuva, lhes deu Saraiva e fogo na sua terra."
    (Sl 105:32).

    O profeta Isaías pronunciou uma maldição pela desobediência à lei de Deus quando Israel caiu na prática da idolatria, nestas palavras: " Eis que o Senhor....com uma queda de Saraiva, uma tormenta de destruição, a derribará por terra". " A Saraiva varrerá o refúgio da mentira"  ( Is 28:2 e 17 ).
    Também contra a Assíria, Isaías fala de Saraiva: " No meio de chamas, chuvas, tempestades e pedras de Saraiva...." ( Is 30:30 )

    Ezequiel assim se dirige aos falsos profetas:
    "Ai dos profetas loucos que sequem seu próprio espírito sem nada terem visto...assim diz o Senhor Deus...haverá na minha ira, pedras de Saraiva de minha indignação para os consumir" (Ez 13.13

    Quando o povo de Israel se desviava dos caminhos de Deus, " Eu vos feri com....Saraiva em toda a obra das vossas mãos, e näo houve quem se voltasse para mim." ( Ageu 2:17 )

    Nas visões de João, em Patmos, aparece a Saraiva significando o castigo no Juízo Final. Três vezes no livro de Apocalipse esta palavra se acha entre os instrumentos do castigo.
(Ap 8:7 ; 11:19 ; 16:17 a 21)

    A palavra de Deus foi: "Viste os tesouros da Saraiva?"

    O antigo "Servo" näo sabia que a Saraiva encerrava tesouros que ninguém conhecia até este século, quando um cientista Canadense publicou os resultados de seus estudos feitos durante dezesseis anos.
    Os lavradores, pelo seu convívio com a terra e as plantações, aprendem algumas coisas. Por exemplo , os lavradores do interior do Espírito Santo, onde costuma cair Saraiva, ficam satisfeitos com a sua chegada. Sabem que, embora as plantas sejam estragadas ou destruídas, a colheita no ano seguinte é duplicada. A Saraiva fortalece a terra fazendo produzir muito mais no outro ano.
    É uma experiência interessante, mais os servos do passado näo sabiam analisar como a Saraiva fertiliza a terra.
    A Saraiva tiram da atmosfera substâncias nitrogênicas fertilizantes para o solo.
    A Saraiva traz para a terra amônia livre, nitratos, nitridos
que são alimentos para as plantas, produzindo a fertilidade da terra.
    É na realidade um tesouro, do qual os homens durante vários milênios nem suspeitavam. Só neste século foi comprovado isto.

    Demonstrando que a Bíblia é a palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo, aparece esta referência à Saraiva como um tesouro, 3.500 anos antes de ser o fato conhecido pela ciência dos homens.

             Jó näo conhecia o valor da saraiva

    Deus interrogou seu Servo e chamou a atenção dele para o valor da Saraiva.
    Todos os bens de Jó desapareceram, um desastre derrubou a casa onde estavam os seus filhos e matou a todos.
    Veio ainda em seu corpo uma chaga maligna da cabeça aos pés, e ele, näo podendo ficar na cama, sentava-se na cinza e raspava as feridas com um caco de telha.
    Além destas aflições, recebeu a visita de três amigos que o acusavam injustamente.
    A esposa aconselhou-o a amaldiçoar o seu Deus por que só lhe restava a morte. Os amigos que foram visitá-lo pareciam consoladores, mas suas palavras serviam para aumentar o sofrimento de Jó.
    Entäo Deus falou apresentando quarenta perguntas que estäo nos Cap. 38 e 41, sobre a criação do mundo, o firmamento, a terra, o mar, as plantas e os animais.
    "Os cientistas de hoje näo podem responder nem a metade daquelas perguntas."

    Jó humilhado, reconhecendo sua ignorância, disse:
    "Sou indigno, que ter responderia eu? ponho a minha mão na boca" ( Cap 40:4 ). Em seguida confessou. " Na verdade falei do que näo entendia " ( Cap 42:3 ). " Eu te conhecia só de ouvir mas agora meus olhos te vêem ( Cap. 42:5 ). Por isso me arrependo no pó e na cinza ( Cap 42:6 ).
    A Saraiva ilustra a previsão de Deus reservada para acabar com a tristeza e afastar os inimigos de seus filhos:

    " Eu retenho até o tempo da angústia, e até o dia da peleja e da guerra."

    Deus mesmo permite que venham aflições em nossas vidas para entendermos melhor a sua graça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).

SOCIAL MEDIA


Wallace Oliveira Cruz

MARCADORES