Menno Simons

22:20 0 Comments A+ a-






Menno Simons (Witmarsum, 1496 — 23 ou 31 de Janeiro de 1561 em Wüstenfelde em Bad Oldesloe) foi um teólogo originário da Frísia ordenado padre católico em março de 1524. É considerado um dos reformadores radicais ligado aos anabatistas. Simons era um padre católico holandês que se converteu ao Anabatismo em 1536. Sua influência sobre o grupo anabatista foi tão forte que o grupo anabatista no norte da Europa foi chamado de menonita.

MENNO SIMONS E O DETERMINISMO

As declarações a seguir foram proferidas por Menno Simons, um dos maiores líderes do movimento Anabatista ligado à Reforma Radical.

1 – Zwinglio ensinou que a vontade de Deus movia o ladrão a roubar e ao criminoso a matar, e que seu castigo seria também executado pela vontade de Deus, coisa que, no meu conceito é uma abominação superior a todas as abominações.

2 – O que eu devo dizer, amado Senhor?
Deverei dizer que Tu tens ordenado ao perverso delinquir como alguns tem dito?
Longe esteja de mim tal coisa.
Eu sei, oh Senhor, que Tu és bom e nada de mal pode achar-se em Ti [Sl 5:4].
Nós somos a obra da Tua mão, criados em Cristo Jesus para boas obras e para que andemos nelas [Ef 2:10].
Deixou a vida e a morte para a nossa escolha [Dt 30:19].
Tu não quer a morte do pecador, mas que se arrependa e viva [Ez 18:23; 33:11].
Tu és a luz eterna e portanto odeia toda a treva.
Tu não quer que ninguém pereça, mas que todos se arrependam, venham ao conhecimento da Tua verdade e sejam salvos [1° Tm 2:1-7].
Oh querido Senhor, blasfemaram tão gravemente do Teu grande e inefável amor, da Tua misericórdia e majestade, que fizeram de Ti, o Deus de toda graça e Criador de todas as coisas, um verdadeiro demônio, afirmando que Tu é a causa de todo mal, TU, que é chamado de o Pai das luzes [Tg 1:17].
Evidentemente nada mal pode ser proveniente do bom, nem luz das trevas, nem vida da morte [Tg 3:12]; no entanto, seus teimosos corações e mentes carnais são atribuídos a Tua vontade, de modo que podem continuar no caminho largo e ter uma desculpa para os seus pecados!

Fonte: Menno Simons – sua vida e escritos, p. 94

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).