Este vale se encherá...

00:00 0 Comments A+ a-



II Reis 3: 22, 23


            INTRODUÇÃO

            Após a morte de Acabe, Jorão, seu filho, assumiu o reino de Israel em seu lugar. Naquele tempo, Mesa, o rei dos moabitas, que era criador de gado e pagava impostos a Israel, se revoltou e deixou de pagar os tributos.
           
            DESENVOLVIMENTO

            Os reis de Israel, Judá e Edom, baseados na sua razão, se uniram como um só exército para combater o rei dos moabitas, mas no meio da caminhada, a sede e a fome se estabeleceram e eles se viram em grande dificuldade. As religiões se unem muitas vezes, como um corpo só, mas sem revelação, e procuram enfrentar o inimigo, e no final as dificuldades surgem (a sede e a fome) pela falta da Palavra revelada.

            Josafá, rei de Judá, buscou um profeta do Senhor para saber sua vontade e encontra Eliseu em sua casa. Em consideração ao rei Josafá, o profeta pediu um tangedor e em meio ao louvor veio a revelação e a orientação do Senhor.

Fazei neste vale muitas covas... - Em meio às dificuldades, devemos buscar o Senhor com humildade, orações e jejuns. Cavar muitas covas significa descer àquilo que está no profundo, buscar com fé o livramento que está fora do alcance dos olhos.

Não vereis vento e não vereis chuvas... - A bênção do Senhor depende da nossa fé, e não das circunstâncias e das coisas aparentes. A verdadeira fé não depende de evidências exteriores, mas ela contempla aquilo que é invisível.

Este vale se encherá de tanta água... - Quando o Senhor opera, Ele derrama uma bênção abundante sobre aquele que espera nele. O Espírito Santo transborda no coração do servo que confia no Senhor.

E entregará Moabe nas vossas mãos - O resultado final da confiança é a derrota do inimigo e a solução dos problemas e dificuldades. A Obra do Senhor tem como propósito, não a solução parcial da dificuldade, mas a eliminação total do problema e de suas causas.

            CONCLUSÃO

            Pela manhã, o exército dos moabitas viram as águas do vale avermelhadas como sangue, por causa do reflexo do sol nascente, e pensaram que era o sangue dos reis de Israel, Judá e Edom que haviam se matado, e quando se aproximaram, foram surpreendidos pelos exércitos confederados e foram mortos ao fio da espada.

            O poder do Sangue de Jesus é quem nos dá a vitória diante do inimigo. Quando clamamos pelo poder do Sangue de Jesus, somos atendidos e o Senhor sai para desbaratar os exércitos adversários.

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).