... e que se sela com o anel do rei não é para revogar...

00:00 0 Comments A+ a-

Ester 8:8

“Escrevei, pois, aos judeus, como parecer bem aos vossos olhos, em nome do Rei, e selai-o com o anel do Rei; porque a escritura que se escreve em nome do Rei, e que se sela com o anel do Rei não é para revogar”. 

INTRODUÇÃO 


Havia sobre os judeus naqueles dias um juízo de morte, mas o Senhor levantou a rainha Ester, que intercedeu ao rei Assuero pelo povo de Israel, sendo ela parte deste povo, e o rei lhe deu seu anel, o seu selo, para em seu nome, escrever cartas revogando aquele juízo. 

DESENVOLVIMENTO 


Hoje em dia há um juízo de morte sobre o mundo, e este juízo afeta a todos os homens indistintamente. No entanto, o Espírito Santo tem levantado uma igreja nesta última hora, que tem intercedido a Deus em favor do mundo perdido, para que, pela sua misericórdia, o mundo seja salvo deste juízo. O Senhor tem atendido ao clamor da igreja e tem lhe dado autoridade para proclamar as boas novas de Salvação, através do Senhor Jesus e do poder do seu precioso Sangue, o selo que anula o poder do inimigo e da morte.

Desta forma, a igreja tipificada por Ester, tem anunciado em nome do Rei, que há um escape do juízo que está sobre o mundo, pois em nome do Rei Jesus a igreja tem anunciado a salvação para todos os que crerem. Esta igreja também tem uma marca, um selo – assim como Ester tinha a marca do anel e o selo do rei Assuero – a igreja tem uma aliança através do Sangue de Jesus, e esta é uma marca e um selo irrevogável, pois não há poder maior do que o poder do Sangue de Jesus. Este poder é suficiente para desfazer qualquer juízo de morte e dar livramento a todo aquele que crer. 

CONCLUSÃO 


A nossa mensagem e o nosso testemunho, aquilo que anunciamos ao mundo, a Palavra de Vida Eterna, não voltará vazia e não passará, porque tem a marca do Rei, o seu Selo eterno que não se pode revogar.

O Sangue de Jesus é a marca e o selo com o qual a igreja fiel tem realizado a Obra de Salvação do mundo. Ela realiza esta Obra e proclama este decreto de livramento do poder da morte, porque tem a autoridade dada pelo Senhor Jesus para isso.

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” – Mateus 28: 19, 20.

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).