A PALAVRA DE SALVAÇÃO VEM AO ENCONTRO DO HOMEM

10:37 0 Comments A+ a-


”Uma coisa disse Deus, duas vezes a ouvi: que o poder pertence a Deus.”
                                                                                                            Salmo 62:11


INTRODUÇÃO
Quando Deus cria o mundo ele o faz através da sua palavra, “ E disse Deus: haja luz, e houve luz...” Gênesis 01:03, mas quando ele cria o homem, disse Façamos. 
“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança...”
                                                                                                                          Gênesis 01:26.
Quando Deus cria o homem, o desejo Dele era de que homem habitasse com Ele eternamente, desfrutando dos seus benefícios, convivendo com uma íntima e profunda relação com Ele, para isso era preciso que o homem atendesse a ordem dada de que não comesse da árvore do conhecimento do bem e do mal, o homem então desobedece a ordem de Deus, pecando e passando assim a estar distante do Senhor e da sua eternidade.

DESENVOLVIMENTO
Com o desejo de ter sempre o homem ao seu lado, e sabendo então que o homem pecaria, pois Deus é onisciente, já estava estabelecido na eternidade, mesmo antes de o homem desobedecer a voz de Deus, um plano de salvação, de resgate da alma do homem, e é disso que o texto neste Salmo fala.

“Uma coisa disse Deus...”
Quando o texto fala que Deus disse, é porque sua palavra foi declarada, proclamada, na sua eternidade, Deus proclamou a salvação para o homem, para que através dela o homem pudesse novamente retornar à sua presença, sem essa proclamação, esse decreto, o pecador jamais teria condições de alcançar vida eterna.

“...duas vezes a ouvi...
Disse disse uma única coisa, mas o homem a ouviu por duas vezes, ou seja, foram as oportunidades que Deus falou que traria salvação para o homem.


A Primeira Vez.
Velho Testamento
O salmista Davi aqui fala que o homem ouviu essa palavra por duas vezes, a salvação é profética, pois tem a sua origem na eternidade, sendo assim, através da profecia Deus anuncia a humanidade que enviaria a sua salvação na pessoa do seu filho Jesus, vemos em todo o velho testamento que Deus por meio da profecia fala da sua salvação, pela profecia de que Jesus viria ao mundo, foi a primeira vez que o homem ouviu a salvação proclamada por Deus.
“Eis que Deus é a minha salvação; nele confiarei, e não temerei, porque o SENHOR DEUS é a minha força e o meu cântico, e se tornou a minha salvação.
E vós com alegria tirareis águas das fontes da salvação” Isaías 12:2,3


A Segunda Vez
Novo Testamento
A segunda vez que o homem ouviu a proclamação de salvação da parte de Deus, foi quando Jesus foi enviado ao mundo, vindo em forma de homem, trazendo assim a salvação para o homem que estava distante de Deus, a salvação proclamada na eternidade agora vindo de encontro ao homem.
 “E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” Mateus 01:21

Jesus no hebraico – יְשׁוּעָ (Yeshua) que significa Salvação.

Sendo assim, Jesus é a salvação anunciada por Deus, profetizada no Velho Testamento, e manifestada ao olhos do homem no novo testamento.

“Uma coisa disse Deus...”
Podemos perceber que Deus declarou a sua palavra uma única vez, a salvação é única, de forma que entendemos não haver outro plano, outro projeto, por isso a oportunidade que hoje é dada, a vida eterna, é única.
“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem”
                                                                                                                                         1 Timóteo 2:5
...que o poder pertence a Deus...
O único que tem poder  de criar o plano de salvação para  a vida do homem, esse é o Senhor Deus, e que assim o fez através da pessoa do Senhor Jesus, não há outro. Somente Deus pode fazer isso.

CONCLUSÃO

Deus quer o homem perto de Si, por isso a palavra de salvação veio da sua eternidade ao encontro do homem na pessoa de Jesus, basta que esse a aceite para que tenha a vida eterna.

POR QUE A MULHER SAMARITANA FOI PARA O POÇO AO MEIO DIA?

14:28 0 Comments A+ a-


“E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isso quase à hora sexta”
Veio uma mulher de Samaria tirar água...”
                                                                                         João 04: 06 e 07a


No sistema de contagem de horas os judeus haviam adotado a contagem de 12 horas para o dia (diferentemente da contagem de horas do ocidente), a contagem iniciava-se ao amanhecer do dia até ao pôr do sol, Jesus disse: “Não há doze horas no dia?” João 11:09; sendo assim a primeira hora era por volta das seis da manhã, a terceira hora por volta das nove da manhã, e a hora sexta relatada no versículo é por volta do meio dia, mas não é só uma questão de comparação de horários é que definiria uma única resposta para mostrar o motivo daquela mulher ir ao poço naquele momento.

Atividades Domésticas
Dentre as obrigações domésticas que a mulher realizava nos tempos bíblicos, uma delas era buscar água no poço, ou na fonte, esse trabalho era feito exclusivamente por elas; isso acontecia em dois horários: no início do dia (logo ao amanhecer), ou pela tarde (no fim do dia), esse trabalho geralmente era feito pelas filhas mais velhas da casa; tal fato pode ser notado quando Eliezer servo de Abraão foi buscar uma esposa para Isaque.  

“E fez ajoelhar os camelos fora da cidade, junto a um poço de água, pela tarde, ao tempo em que as moças saíam a tirar água.”
                                                                                             Gênesis 24:11

 Desde os patriarcas havia uma refeição nos tempos bíblicos chamada sesta, quando vinha o calor do dia, que era por volta do meia dia, era hora de fazer a refeição e descansar.
Quando Abraão foi visitado por três seres celestiais, estava na entrada da tenda nesse horário.

“Depois, apareceu-lhe o Senhor nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, quando tinha aquecido o dia.”
                                                                                              Gênesis 18:01

José quando viu seus irmãos se apresentarem diante dele no Egito, mandou preparar uma refeição para esse horário.

 “Vendo, pois José a Benjamim com eles, disse ao que estava sobre a sua casa: Leva estes varões à casa, e mata reses e prepara tudo; porque estes varões comerão comigo ao meio dia.”
                                                                                             Gênesis 43:16.


O aquecer do dia, ou o meio dia, era a hora em que as famílias estavam em casa reunidas, e fazendo as suas refeições, em virtude disso não haviam mulheres no poço para buscar água, pois elas estavam dentro dos seus lares; por esse motivo a mulher samaritana ia buscar água no poço sozinha, mesmo numa hora de muito calor, o motivo pelo qual ela fazia isso foi revelado por Jesus:
“Disse-lhe Jesus: vai chama teu marido e vem cá.
A mulher respondeu e disse: não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: não tenho marido,
Porque tiveste cinco maridos e o que agora tens não é teu marido; isso disseste com verdade.”
                                                                                           João 04: 16 a 18

Por causa da sua forma de vida, aquela mulher não queria ser vista por outras pessoas, especificamente por outras mulheres, e como Jesus disse, ela  teve cinco maridos e a pessoa com quem ela convivia não era seu marido, isso lhe trazia muita vergonha, então ela fazia isso para se ocultar, mas Jesus apareceu nesse horário para conversar com ela e se revelar ao seu coração, muitas pessoas hoje vivem assim, tentando se ocultar, pois tem vergonha de certas situações que vivem, talvez até mesmo do seu próprio passado, mas Jesus apareceu no aquecer do dia, ao meio dia, numa hora em que o dia é mais claro, na língua hebraica o meio dia se chama   צָהֳרַיִם (tsohorayim) que vem do verbo צָהַר (tsahar) que significa brilhar, reluzir, aclarar.

 Jesus disse: “...Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” João 08:12
A luz quando é manifestada mostra o que está oculto, Jesus é aquele que conhece todas as coisas pois é Deus onisciente, e ele se revela ao pecador como “A luz do mundo”, fazendo com que o homem reconheça o seu erro, para tirá-lo das trevas (pecado), e trazê-lo para a luz; assim ele fez com a mulher samaritana.


Fonte: Novo Manual dos Usos e Costumes dos Tempos Biblicos
            Autor: Ralph Gower
            Editora CPAD

A Oração do piloto ateu

20:01 0 Comments A+ a-

Por Mark Ellis
Tradução: Wilma Rejane


Ele não tinha nenhum lugar para Deus em seu coração, até que ficou sem combustível em uma tempestade no Alasca, a quilômetros de seu destino.

"Eu era um zombador de Deus", diz Mark Rose, fundador do Gênesis vivo , e autor de O Último dos Hunters, a história dos pilotos que voam o Alasca Ártico. Aprendi a voar aos 16 anos e aos 22 já havia me tornado um piloto experiente cuidando de uma frota de helicópteros no oleoduto do Alasca. Meu ego andava a 101 metros além da superfície. Um dia eu voava sobre um grande rio no Ártico, mas em meu voo de regresso, transportando um passageiro, várias coisas deram errado. Primeiro manadas de renas ocuparam os locais escolhidos como primeira e segunda opção de pouso. Então comecei a ficar sem combustível, verifiquei o tempo em um pequeno aeroporto perto de Kotzebue, na Península de Baldwing. O operador disse que eu poderia ir que o tempo estava favorável.

Resolvi ir mesmo sem saber se o combustível iria aguentar, mas em seguida, o inesperado acontece: as condições climáticas mudaram drasticamente. Enfrentei uma tempestade de neve durante toda a noite sem conseguir ver o terreno, me guiei por uma faixa cinzenta que seria um rio. Descobri então que o operador de voo do aeroporto de Kotzebue tinha me dado um mau conselho.

Todas as minhas opções foram evaporando  rápido, voando. Deve haver uma maneira de sair disso, pensei. Não quero morrer aos 22 anos sem sequer ter casado. Voei no vazio por cerca de 30 minutos quando o motor começou a perder força. Minha mente se voltou então para a última opção: Deus. Eu nunca, jamais tinha orado antes, mas no desespero elevei uma oração silenciosa: 'se há um Deus eu preciso de ajuda agora'. E naquele instante pude ouvir nitidamente a resposta: 'filho, agora você disse a coisa certa'. Depois disso minha mente foi iluminada, eu tinha certeza que conseguiria escapar. O avião saiu da tempestade de neve! Antes o que me atraia eram as luzes do aeroporto de Kotzebue, agora eram as luzes do céu.

Havia apenas mais um problema: eu teria que voar mais 20 milhas até Kotzebue, uma vasta extensão de água salgada no mar de Bering. Foi de perder a respiração. Mas cheguei e quando consegui pousar minha visão humanista de mundo havia desabado. Não havia nenhuma razão terrena para o avião ter percorrido uma distância tão grande seu combustível. Acredito que Deus acrescentou combustível no tanque do helicóptero para salvar minha vida e a vida do passageiro. Depois disso me tornei um menino diferente,  um crente em Deus.

Pensei bastante sobre minha avó, a única cristã da família, ela estava certa, há algo mais lá fora. Conheci então uma namorada cristã que me desafiou a ler a Bíblia pela primeira vez. Ao ler as páginas das Escrituras, algo surpreendente aconteceu. Me rendi ao amor do Deus da Bíblia - a Sua razoabilidade, Seu perdão, Sua justiça. Porém, meu coração teimoso ainda não estava pronto para fazer de Jesus meu Salvador e Senhor.

Até que...Tive outro encontro com a morte em um helicóptero que caiu, minha cabine ficou totalmente esmagada. Por causa disso perdi o encontro com empreiteiros de chumbo para o gasoduto do Alasca, um conflito de agenda. Mas não era só isso, era um dia trágico e pouco depois de ter escapado da morte recebi a notícia de que o avião com os empreiteiros havia caído matando todos a bordo. Comecei a refletir sobre a vida, sobre o que li na Bíblia. Seria mentira ou verdade? E foi quando me aprofundei na leitura da Bíblia que entendi que Deus é meu Criador. Se Jesus pôde levantar alguém dentre os mortos e perdoar pecados era exatamente isso que Ele tinha para mim. Entreguei minha vida a Jesus Cristo, e mais uma vez, de uma vez por todas, eu era um menino diferente.

Esse é o aviador Mark Rose


Jesus é o Filho de Deus. Ele viveu uma vida sem pecados e morreu na cruz para pagar o preço por nossos pecados. "Deus prova o seu próprio amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós." (Romanos 5:8)

Jesus ressuscitou dos mortos e agora Ele vive no céu com Deus Seu Pai. Ele nos oferece o dom da vida eterna - de viver para sempre com Ele no céu se aceitarmos Ele como nosso Senhor e Salvador. Jesus disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim." (João 14:6)


Deus estende a Sua mão para você, Ele te ama e quer que você seja Seu filho. "A todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome." (João 1:12) Você pode optar por pedir a Jesus Cristo para perdoar seus pecados e entre na sua vida como seu Senhor e Salvador.

Fonte: http://testemunhosube.blogspot.com.br

A Igreja Cristã Maranata é uma seita?

13:55 0 Comments A+ a-

(UMA VISÃO COMPARATIVA)

Por Feller Andrade


ICM em Passo Fundo - RS

Graça e paz a todos!

De algum tempo para cá, algumas pessoas nas redes sociais tem reverberado que a Igreja Cristã  Maranata é uma seita, e verificando nas próprias redes, pôde se notar que essas pessoas são ex-membros que saíram por algum motivo de discordância, ou por algum problema que tiveram em suas vidas dentro da instituição, ou até mesmo magoadas com alguma situação, ou ainda, pessoas  mais interessadas  nos seus cargos do que em buscar a Deus,  e por isso vociferam dentro desse “coro” que tenta ecoar dessa forma na internet contra a instituição (como se a internet fosse resolver o problema de alguém). Vale aqui dizer que, não é essa visão que as demais denominações tem da Igreja Cristã Maranata, dentro de igrejas como Assembléia de Deus, e Deus é Amor por exemplo, a Igreja Cristã Maranata é considerada uma igreja evangélica como as demais, e dentro dos padrões bíblicos.

Antes de entrarmos numa comparação mais detalhada, gostaria de dizer que seita é uma definição sociológica e não teológica/religiosa como alguns pensam; é qualquer grupo da sociedade que se distancia da mesma e vive diferente da mesma e com regras próprias.

Muito bem, devido a ter família enraizada no evangelho, estou no mesmo desde o nascimento, e por essas circunstâncias tenho familiares e parentes em diversas denominações, e também por esses motivos, frequentei por alguns períodos da minha vida várias delas (sim, eu já fui um crente macaco rsrs). Ops! Antes que alguém reclame aqui de uma questão racial vou logo dizendo que não se trata disso, sou contra qualquer tipo de racismo, mas vou explicar. O crente macaco é aquele que é assim apelidado devido a ficar andando de igreja em igreja, denominação em denominação, e não se fixa em nenhuma, é o famoso pular de galho em galho, por isso, é chamado de “crente macaco”.

Ao frequentar várias igrejas, foi inevitável fazer uma comparação entre elas, e pude ver que muitas tem várias coisas em comum, o que me ajudou muito a ter uma visão mais geral de todas elas.

Devido a tudo isso já citado, devo dizer que, antes de taxarmos uma denominação de seita, devemos conhecer mais a fundo as outras denominações e compará-las de modo mais detalhado; devemos ter uma visão geral de suas práticas e ensinos e ver os pontos em comum entre elas.

A Igreja Cristã Maranata tem muito mais coisas em comum com outras igrejas do que muitos pensam. Vejamos.

1 - A Igreja Cristã Maranata é Trinitarista, ou seja, crê na doutrina da Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo), ao contrário de algumas que são unicistas (rejeitam a doutrina da trindade, e isso é contra as escrituras), tem igreja unicista por exemplo que faz sucesso no meio gospel, inclusive vários crentes por aí cantam seus sucessos.

2 - A Igreja Cristã Maranata prega a JESUS COMO ÚNICO E SUFICIENTE SALVADOR.

3 - Quando alguém vindo de outra denominação e que é batizado nas águas opta por tornar-se membro da Igreja Cristã Maranata não precisa se batizar novamente, pois conforme Efésios 04:03 a 06 há um só batismo, tive familiares que eram de suas denominações e se mudaram para a Igreja Cristã Maranata e quando perguntaram aos seus Prs se deveriam se batizar novamente os Prs disseram que não precisaria pois o Batismo nas Águas é um só; há igrejas ditas evangélicas por exemplo que quando algumas pessoas vem de outras denominações elas tem que se batizar novamente contrariando assim o texto bíblico.

4 - O culto é aberto e livre pra todos os que quiserem participar.

5 - Na ceia todos são convidados, inclusive irmãos de outras denominações, já participei de ceias da Igreja Cristã Maranata em que o Pr disse que a ceia não era da Igreja Cristã Maranata, mas é do Senhor, (conforme I Coríntios 11:23 a 26), e que se houvesse alguém de outra denominação que fosse batizado nas águas, e estivesse em comunhão com o Senhor e com sua igreja (denominação) poderia cear sem problema; existem igrejas evangélicas inclusive que só participam da ceia quem for membro dela, é a chamada ceia restrita (eu já vi isso).

6 - A igreja Cristã Maranata canta louvores de outras igrejas, na sua coletânea de louvores estão louvores da Harpa Cristã das Assembéias de Deus, louvores do Cantor Cristão da Igreja Batista, vários outros louvores de domínio público, e até louvores gospel como dos cantores Daniel e Samuel, Cassiane, Toque no Altar, entre outros, já fui em cultos em que pude ouvir esses Louvores, existem igrejas ditas evangélicas, em que nos seus cultos só se cantam os louvores deles próprios (já presenciei isso).

7 - Seus membros são livres para estudar autores conhecidos no meio evangélico, conheço membros da Igreja Cristã Maranata que têm livros de autores da CPAD – Casa Publicadora das Assembléias de Deus, e livros da SBB – Sociedade Bíblica do Brasil (ligada a Igreja Batista), e essas obras desses autores podem ser encontradas nos Maanains, e outros livros, cds ... de outras Igrejas.

8 - A Igreja Cristã Maranata tem heranças do protestantismo, várias práticas que são realizadas nela também são realizadas em várias outras Igrejas tradicionais, chamadas de igrejas reformadas uma dessas práticas são os Meios de Graça, difundidos por Calvino e Lutero por exemplo, muito usado como já disse nas igrejas tradicionais e também na Igreja Cristã Maranata.

Algumas igrejas que ensinam e usam os Meios de Graça.

Igrejas Presbiteriana.

Igreja Batista

Igreja Metodista

Entre outras...

9 – Dentro do estudo da eclesiologia a história do Movimento Pentecostal no Brasil está dividida em três períodos chamados de As Três Ondas do Movimento Pentecostal
A primeira onda – Início em 1910 até 1950
A segunda onda – Início em 1950 até 1970
A Terceira Onda – Início em 1970 até os dias atuais
As igrejas da Primeira e da Segunda Onda são classificadas como Igrejas Pentecostais Clássicas, enquanto que a igrejas da terceira onda são chamadas de Neopentecostais.
A Igreja Cristã Maranata surgiu em 1968 sendo portanto uma Igreja Pentecostal Clássica.

10 - A igreja crê no Batismo com o Espírito Santo e nos Dons Espirituais, muito comum no meio pentecostal.

11 - Dentro da orientação pentecostal algumas práticas da Igreja Cristã Maranata também são realizadas em outras igrejas evangélicas de cunho pentecostal, como por exemplo nas suas orações.
O Clamor Pelo Sangue de Jesus que é feito nas Igreja Cristã Maranata são também utilizadas por membros de Igrejas pentecostais como algumas Assembléias de Deus e Deus é Amor por exemplo.



Lembrando que os membros da Igreja Cristã Maranata oram dentro de um contexto bíblico que é orar em nome de Jesus, eles sempre terminam suas orações assim (conforme João 14: 13 e 14)

E até Neopentencostais como do site Voz do Trono clamam pelo Sangue de Jesus.


Grandes Pregadores e Evangelistas da história que viveram no século 18 e 19 como Charles Spurgeon, Dwigth L. Moody pregaram sobre o Poder do Sangue de Jesus (sugiro que leiam o livro O Sangue que foi um sermão pregado por Moody) baixem o mesmo aqui


Vejam um dos sermões de Charles Spurgeon sobre o Sangue de Jesus.

Vários crentes, de várias denominações, senão todos com certeza, já clamaram e clamam pelo Sangue de Jesus, pois existe uma expressão muito conhecida no meio evangélico que diz:
O SANGUE DE JESUS TEM PODER!

Essa expressão quando usada no momento propício é um pedido, um clamor, um grito de socorro, e Deus responde, vejam:


Isso nos mostra que a aplicação do Sangue de Jesus na vida do crente não é exclusiva da Igreja Cristã Maranata.

12 - Algo que a membresia da Igreja Cristã Maranata sempre faz, e que é necessário todo crente fazer, é saber a vontade de Deus para os mais diversos motivos consultando-O sempre, essa prática da Consulta a Palavra de Deus também é encontrada em igrejas pentecostais e neopentecostais, membros das Assembléias de Deus por exemplo entre outras utilizam tal forma de saber a vontade de Deus para a suas vidas segue o link para provar o que estou dizendo.


Como podemos ver as práticas que a Igreja Cristã Maranata utiliza são muito comuns nas demais igrejas evangélicas, e depois de ver isso tudo nas denominações que eu fui, e ter visto também essas mesmas coisas na Igreja Cristã Maranata pude ver e concluir que a igreja Cristã Maranata NÃO É UMA SEITA; até porque como já dito seita é uma definição sociológica, mas há aqueles que insistem em levar para o lado teológico, mas para esses digo o seguinte. Uma denominação só pode ser chamada realmente de seita quando TODO, repito TODO O SEU ENSINO é contrário as escrituras, o que NÃO é o caso da Igreja Cristã Maranata, seus ensinos e práticas são encontrados em outras igrejas, conforme nós já vimos aqui.

“Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça” João 07:24

Que Deus abençoe a todos!


Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!

23:29 0 Comments A+ a-

Por Marcelo Lyrio



E, levantando os olhos ao céu, suspirou, e disse: Efatá; isto é, Abre-te.
E logo se abriram os seus ouvidos, e a prisão da língua se desfez, e falava perfeitamente.
                                                                                                                                  Marcos 7:34,35

INTRODUÇÃO
Jesus saiu dos termos de Tiro e Sidom e foi para a região do Mar da Galiléia, passando por Decápolis (Marcos 07:31), uma terra considerada sendo de gentios (pessoas que não eram Israelitas) onde naquele lugar curara um surdo que falava dificilmente (Marcos 07:32).
DESENVOLVIMENTO
Decápolis significa dez cidades, do grego Deka – Dez, polis – cidades. É um conjunto, uma região de dez cidades que ficavam na fronteira oriental do império Romano, ao sul do Mar da Galiléia, se estendendo para o leste do Rio Jordão; as dez cidades eram Damasco, Filadélfia (Rabate-Amom), Rafana, Citópolis (Bete-Seã), Gadara, Hipos, Diom, Pela, Gerasa e Canata, foi nessa região que Jesus curou o homem que era surdo e que também falava dificilmente.

Decápolis – O mundo.
A região que Jesus foi para curar aquele homem.
Deus enviou Jesus ao mundo para salvar o pecador.

O surdo – Homem no mundo na condição espiritual.
Surdo, impedido de ouvir aquilo que Deus tem para falar.

Ao observarmos o texto vemos de maneira detalhada como Jesus curou aquele homem no versículo 33.


Jesus o tira do meio da multidão...
Em meio a um mundo conturbado, aflito, a multidão de problemas, de dificuldades tem rodeado o homem, a primeira coisa que Jesus quer fazer é tirá-lo dessa multidão.

Pôs os dedos nos ouvidos...
Jesus toca no homem surdo, (sua mão tocou o seu ouvido). O desejo Dele (Jesus) é que seu ministério (governo) alcance o homem para que o mesmo possa ser curado da sua surdes espiritual.

E cuspindo tocou-lhe na língua.
Mais uma vez Jesus o toca, mas dessa vez na sua língua, e com a sua saliva
Saliva – O que sai da boca do Senhor (sua palavra).
Mão – Ministério (governo)
A palavra do Senhor para governar o homem na sua vida, para que a partir daí ele passe a falar (testemunhar) daquilo que Deus fez na sua vida.

Disse Efatá
Efatá – Palavra de origem aramaica que significa “que se abra” ou “abre-te”.
Jesus pronunciou uma palavra para que os ouvidos e a fala daquele homem fossem abertos.
Pelo poder da sua palavra Jesus pode abrir o entendimento do homem, para que ele possa compreender as coisas de Deus, e assim falar, transmitir sobre a operação de Deus na sua vida.
A partir daquele momento o homem ouvia e falava perfeitamente, e ele pode ouvir Jesus também a falar com ele após esse milagre.

Quando Jesus propôs as suas parábolas, uma delas era A Parábola do Semeador, Jesus disse: “Quem tem ouvidos para ouvir ouça.” (Mateus 13:09), era Jesus diretamente falando, a partir daquele momento, o homem que era surdo, também poderia ouvir diretamente Jesus falando.

Já em Apocalipse 02:07 Ele (Jesus) disse: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça o que o Espírito diz à igrejas...”, dessa vez é Jesus falando através do Espírito Santo para as igrejas.
Ter ouvidos para ouvir, é compreender aquilo que o Senhor tem para falar.
Há muitas pessoas que não tem “ouvidos para ouvir”, são surdos espirituais, não compreendem as coisas de Deus, e por isso estão no mundo sem saber o que Deus tem para eles.

CONCLUSÃO
Jesus quer curar os surdos espirituais, para que esses passem a ter “ouvidos para ouvir”, e possam entender através da ação do Espírito Santo, a vontade de Deus para as suas vidas.

JESUS QUER ENTRAR E TRANSFORMAR O CORAÇÃO DO HOMEM

23:07 0 Comments A+ a-


“E, onde quer que entrava, ou em cidade, ou aldeias, ou no campo, apresentavam os enfermos nas praças, e rogavam-lhe que os deixasse tocar ao menos na orla da sua roupa; e todos que lhe tocavam saravam.”
                                                                                                                                           Marcos 06:56


INTRODUÇÃO

No ministério terreno de Jesus era claro e notório que havia sempre uma grande multidão que o acompanhava onde quer que ele estivesse, mas mesmo que houvesse uma multidão, as experiências de salvação que a palavra registra foram encontros individuais; podemos ver vários exemplos em que havendo multidão, pessoas que individualmente tiveram sua experiência com Jesus, e assim tiveram suas vidas transformadas, podemos citar a mulher do fluxo de sangue, o cego de Jericó, a viúva da cidade de Naim, foram pessoas que em meio a multidão tiveram a sua experiência individual, esses registros nos mostram que a salvação é uma experiência individual, um encontro pessoal com Jesus.

 DESENVOLVIMENTO

Devido a proclamação do evangelho, e o anúncio do Reino de Deus, Jesus andava em vários lugares, para assim executar o projeto que o Pai havia estabelecido na eternidade, o texto em questão nos fala disso, que ele entrava nas cidades, aldeias, e nos campos.
Embora esses lugares sejam lugares diferentes, esses lugares tem a mesma representatividade no sentido espiritual, e como a experiência de salvação precisa ser individual (De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.
Romanos 14:12), em meio a um mundo (multidão) esses lugares representam o coração (a vida) do homem que precisa que Jesus entre nele para ser transformado, cada um desses lugares, é a vida do homem vivendo situações diferentes. Vejamos.

Cidade – Limitada por grandes muros, com grandes pedras, para resistência e proteção.
Cidade - Coração do homem endurecido, incrédulo, duvidoso em relação a operação de Deus.
Jesus entrou na cidade e operou maravilhas -  ao entrar na vida do homem, ele tira a dúvida, incerteza, a incredulidade do seu coração, para enchê-lo da sua presença.

Aldeia – Lugar aberto (sem muros), poucas casas,  inseguro, os próprios moradores que se protegiam.
Aldeia – Coração frágil, se sentindo exposto aos problemas da vida, inseguro.
Jesus entrou na aldeia e também operou maravilhas – ao entrar no coração do homem, Jesus tira a insegura, a fragilidade, e fortalece a sua vida.

Campo -  Usado para o plantio, onde se plantava colhia.
Campo – Coração voltado para o material/terreno.
Jesus foi para o campo – Ao entrar no coração do homem ele (Jesus) traz o entendimento para que o homem deixe de olhar somente para baixo, para olhar para cima.

CONCLUSÃO
Independente da situação do coração do homem, Jesus quer entrar nele “Eis que estou a porta e bato...” (Apocalipse 03:20), e assim transformá-lo, basta que o homem abra a porta do mesmo.

CELEBRAI COM JÚBILO AO SENHOR

11:15 0 Comments A+ a-


"Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração." Salmos 100:5

Segundo Landon Jones (erudito no velho testamento), "o  ser humano, por natureza, é um ser religioso. O interesse do ser humano nas coisas de Deus é uma prova disso. Uma maneira que esse interesse se expressa é no culto que oferece a Deus. O povo de Israel não era diferente. O que distinguiu o povo de Israel dos demais povos não foi o fato que adorava a Deus, mas, as características da sua adoração"

Neste período; no silêncio de Deus, o próprio Senhor levou o homem a questionar, a ter sede da verdade. Preparou tudo e todos para a vinda da Água de Tales, A Eternidade de Anaximandro, o Ar(Espírito) de Anaxímenes, o Fogo de Heráclito, a Verdade de Sócrates, o Logos de Platão e o Cosmos de Aristóteles.

"Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos." Efésios 1:23

De acordo com o título, Salmo 100 é um mizmôr le thôdah, um salmo de ação de graças. A palavra mizmôr, normalmente traduzida como “salmo”, vem do verbo zmr que quer dizer “tocar música.”

No contexto do Antigo Testamento e especialmente nos salmos, a palavra é usada para descrever o ato de tocar ou cantar música para adorar a Deus.

E ao mergulhamos nesta riqueza escriturística, deparamos-nos com o poder redentor de Deus. O plano profético do Senhor está entrelaçado aos quatro versículos tendo o quinto verso, como a suma dos quatro.

Para desenvolver este salmo usaremos a famosa técnica aristotélica de estudar o "Ser" ( neste caso, o Ser Natural).
O Hilemorfismo Teleológico que incomodava Heráclito, é desenvolvido por Aristóteles, isto é, o processo se dá no arrolar de "Quatro Causas distintas;"

> 1°- Causa Material
Essência

> 2°- Causa Formal
Característica, o que é.

> 3°- Causa Eficiente
Quem fez, o que deu forma.

> 4°- Causa Final
Finalidade, para que objetivo foi formado.

• CAUSA MATÉRIA
"Celebrai com júbilo ao Senhor, todas as terras"
Celebrar é festejar, inaugurar algo.
A palavra nos diz que há festa na eternidade quando um pecador se arrepende (Lucas 15:10); chegamos a casa do Senhor cientes da matéria que somos (terras, pó). A partir do momento em que o júbilo do Espírito Santo inunda o nosso ser, somos participantes dessa festa espiritual.

• CAUSA FORMAL
"Servi ao Senhor com alegria; e entrai diante dele com canto"
Nesta festa de abertura nos é apresentado uma Obra Excelente, onde passamos de escravos deste mundo "tomamos forma de Serviçais do Reino de Deus"

• CAUSA EFICIENTE
"Sabei que o Senhor é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos; somos povo seu e ovelhas do seu pasto"
Lembrando ao caro leitor que a causa Eficiente de Aristóteles está diretamente ligada ao Feitor. Nesta caminhada de comunhão com Deus, entendemos que o que somos é Obra Dele, e não nossa.

• CAUSA FINAL
"Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome"
Você sabe o motivo da Morte de Cristo na cruz por sua vida?
Para que você entre de uma vez por todas nos portais eternos.
A soberania de Deus nas culturas, nas mais variadas filosofias é algo que devíamos levar em consideração. Justamente por volta do período interbíblico surgem estes grandes pensadores Homero (Ilíada, Odisseia), Hesíodo (Teogonia). Os pré-socráticos (Tales, Anaximandro, Anaxímenes, Heráclito...) tiveram como alvo a "phisis"; após estes vieram os ícones do antropocentrismo mais preocupados com o homem, a verdade e outras especulações, voltadas para o homem.
Deus prepara um mundo curioso para a Revelação da Verdade que responderá todos os anseios destes.

Referências:
SALMO 100 E A TEOLOGIA DE CULTO
Landon Jones - John I Durham, “Psalms”, The Broadman Bible Commentary, vol. 4 (Nashville: Broadman Press, 1971),
p.373.

Metafísica - livro l pág/16
Tradução direta do grego por Vincenso Coceo e notas de Joaquim de Carvalho - Aristóteles