PROCLAMANDO A VOLTA DO SENHOR JESUS!




"E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” -Apocalipse 22:17



sábado, 24 de dezembro de 2016

Chamar alguém de danado ou danada é condenar essa pessoa ao inferno?

Eu acho bem interessante como alguns crentes saem compartilhando qualquer coisa nas redes sociais. Nessa semana me deparei com a publicação de uma imagem no Facebook (veja abaixo) que dizia que chamar alguém de “danado” é amaldiçoar a pessoa, por que danado significa “condenado ao inferno”.
A imagem também solicitava que se consultasse um dicionário para confirmar a questão. Pois bem, como aqui não somos adeptos da superficialidade, resolvemos consultar um dicionário e verificar se realmente não podemos chamar alguém de danado sob a acusação de estar amaldiçoando essa pessoa.
É interessante observar que a palavra “danado” tem pelo menos 10 significados diferentes de acordo com o famoso dicionário online Priberam. Vejamos:
1) – [Religião] – Que ou quem foi condenado ao inferno (ex.: almas danadas; as penas dos danados) = Maldito;
Se fossemos rasos como a pessoa que fez a montagem da imagem, pararíamos por aqui. Mas observe os demais significados:
2) – [Informal] – Que ou o que sofre de raiva (ex.: cães danados; curador dos danados). = hidrófobo, raivoso
3) – Que ou o que tem má índole. = maldito, malévolo, mau, ruim.
4) –  Que ou quem faz travessuras
Creio que 100% das crianças se encaixam nesse significado rsrsr…
5) – [Informal] – Que ou o que é esperto, hábil. = malandro
6) – [Brasil, Informal] – Que ou o que é corajoso, destemido. = valentão
7) – [Informal] – Que sente irritação, indignação (ex.: fiquei tão danada que fui falar com o gerente). = chateado, fulo, furioso, irritado, lixado, zangado
8) – [Informal] – Que foi danificado, estragado.
9) – [Informal] – Que é muito grande (ex.: o jantar deu uma trabalheira danada). = enorme, imenso
10) – Que tem grande disposição para ou muita vontade de (ex.: agora fiquei danado por um suco gelado; ele é danado para a vigarice).
Assim, com um breve consulta a um dicionário que é acessível a qualquer pessoa, derrubamos a tese de que o uso da palavra danado está restrito a apenas um significado, que é o de “condenado ao inferno”.
Por isso, você pode usar com tranquilidade essa palavra dentro de seus diversos significados, que não estará amaldiçoando ninguém e nem condenando ninguém ao inferno.
É sempre bom checarmos as informações antes de compartilharmos com outras pessoas, pois acabamos ajudando que uma mentira seja considerada como se fosse uma verdade. Como alguém já disse: “Uma mentira repetida muitas vezes acaba sendo encarada como verdade pelas pessoas”. 
https://www.facebook.com/BibliaaPalavradeDeusOficial/photos/a.324727161014708.1073741828.294837547337003/744255219061898/?type=1&theater
Fonte: Esboçando Ideias



Leia Mais ››

O Sentido do Natal – Lição 01


Vamos ver os dias próximos, em que todo o mundo fala do Natal.
Perguntamos então: O que significa a palavra Natal?
Natal significa nascimento. Nós nascemos e cada um tem a data do seu natal, ou nascimento.

Leia também: 
O Sentido do Natal – Lição 02
É NATAL - Deus está conosco
Mas essa palavra Natal é relacionada, ligada, a uma pessoa muito importante. É o Senhor Jesus. Daí que o mundo pensa somente em uma data em que compram-se e dão-se presentes e come-se melhor nesse dia: Peru assado, bolos, etc. Todo o mundo gosta disso e isso foi ensinado através dos anos pela religião. Faz parte da religião até ir à igreja nesse dia.
Mas ninguém sabe verdadeiramente qual foi o dia em que Jesus nasceu. Há, portanto, necessidade dos servos de Deus, grandes e pequenos, conhecerem direitinho acerca desse nascimento glorioso, para não sermos enganados pelo inimigo do Senhor Jesus e nosso inimigo, que quer colocar mentira para tirar o valor do Senhor Jesus. Qual o interesse do inimigo em comemorar o nascimento de Jesus? Nenhum! Vamos ver então o que o adversário tem feito para comemorar o natal de uma pessoa de quem ele não gosta.
Apresentam um homem gordo, vestido de vermelho, barbudo, e chamam-no de “Papai Noel”; Fazem as crianças crerem nele e dizem que ele é quem dá presentes e as crianças pequenas, enganadas, até escrevem cartas, como se ele as lesse ou adivinhasse os pensamentos delas. Os adultos comem, bebem e se embriagam.
Não é tudo isso mentira?
Bem, a palavra de Deus nos ensina tudo certo a respeito do nascimento, do natal, do Senhor Jesus.
O primeiro ensino é que Jesus já existia na eternidade com o Pai, e Ele criou os céus e a terra;
Segundo: Um dia nasceu neste mundo como uma criança, um bebê, e este é o nascimento de Deus homem.
Como aconteceu isso? De um momento para o outro? Não! Há muita coisa bonita para se saber que a Palavra nos conta, são segredos de Deus para seus filhos;
Terceiro: A primeira promessa de Deus na Palavra está em Gênesis 3:15. “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; e esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar.”
Que texto difícil nos parece, mas vamos saber do que se trata. É um grande segredo de Deus para nós.
Bem, Jesus, junto com o Pai, criou este mundo todo e o Espírito Santo junto, eles não se separam. Fizeram o mundo lindo, todo perfeito, criaram o homem, a mulher, puseram num lugar maravilhoso chamado Éden. Naquele lugar cheio de árvores de toda espécie, Deus mostrou duas bem especiais: A Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal e Árvore da Vida.
– Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal – Deus disse-lhes: “Não comam do seu fruto, porque, como não é bom para vocês, se comerem, morrerão”.
– Árvore da vida – “Comam à vontade, viverão eternamente.”
Veio o inimigo, enganou Eva, ela desobedeceu a Deus, comeu da árvore proibida e deu a Adão. Pecaram, e o nome do pecado foi desobediência. Aí eles, que só conheciam o bem, eram inocentes, isto é, não tinham conhecimento do mal, passaram a ter, e Deus chamou-os e disse-lhes que eles seriam expulsos daquele lugar lindo, e que eles agora teriam que trabalhar duramente para terem comida.
Também eles ficaram sabendo que morreriam. Que cena triste, e triste até hoje. Mas, Deus que é cheio de misericórdia, repreendeu o inimigo e disse seriamente a ele aquilo que está escrito em Gênesis 3:15 (citar o texto, agora explicando).
“Porei inimizade entre ti (inimigo) e a mulher, e entre a tua semente (a semente do mal, do pecado) e a semente da mulher”, que seria o Senhor Jesus, e que Jesus esmagaria a cabeça da serpente, o inimigo, e que o inimigo iria ferir o calcanhar de Jesus.
O calcanhar de Jesus se refere ao fato que Jesus seria morto, porque Deus o enviaria para ele dar fim aos nossos pecados. Mas a cabeça do inimigo já foi esmagada, quando Jesus ressuscitou para todo o sempre.
Então nós vemos quão maravilhosa é a história do Natal de Jesus, e como Jesus tornou-se homem para ser o nosso salvador. O povo do mundo sabe disto? Não, mas os salvos por Deus sabem, e por isso se alegram todos os dias do ano pelo nascimento de Jesus.
Jesus veio então para nos devolver a eternidade que o homem perdeu pela desobediência. Isto é maravilhoso, isto é saber o que significa o Natal.

Nota: Saber que ferir o calcanhar é: impedir a caminhada da obra que o Senhor tinha a realizar.
Estudo Igreja Cristã Maranata
Leia Mais ››

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Então se dispôs ela com as suas noras a voltar da terra de Moabe


Rute 1:6

“Então se dispôs ela com as suas noras a voltar da terra de Moabe, porquanto nesta, ouviu que o Senhor se lembrara do seu povo dando-lhe pão”. 

INTRODUÇÃO 

No tempo em que os juízes julgavam, houve uma grave fome na terra, pelo que um homem de Belém de Judá saiu a peregrinar nos campos de Moabe, com sua mulher e seus dois filhos. A fome na terra e o medo da morte, o levaram a se tornar peregrino em terra estranha.  

DESENVOLVIMENTO

Elimeleque, que saiu da casa de Judá para a terra de Moabe, tipifica o homem que saiu da presença do Senhor para viver neste mundo. Neste lugar pode até haver prosperidade, mas Deus não fala, não há promessas, não há a bênção do Senhor, não há vida eterna.

·       Casa de Judá – a tribo de Jesus – o lugar da promessa - da benção - lugar onde Deus fala com o povo.

·       Terra de Moabe – Terra dos inimigos de Israel – o mundo

Foi em Moabe que Elimeleque e seus filhos morreram. Somente sua mulher e suas noras sobreviveram. Depois de algum tempo, Noemi ouviu falar que o Senhor visitou o povo com pão e voltou vazia, sem seu esposo, sem seus filhos e com uma dívida a ser paga. Mas ao voltar encontra-se com Boaz, o remidor, que assume a sua dívida.

O homem tenta vencer as dificuldades fugindo da presença do Senhor, e é justamente neste momento que ele se depara com a morte, pois ela opera no mundo. Mas o Senhor é um Deus de misericórdia, e Ele visitou o homem perdido quando enviou o Senhor Jesus – o Pão vivo que desceu do céu – para morrer em seu lugar e pagar a dívida do pecado, tornando-se o seu Remidor. 

CONCLUSÃO 

Quando o homem percebe a sua dificuldade e ouve falar do Pão da Vida – Jesus – ele deve sair do mundo e voltar para a presença do Senhor, pois só Ele pode redimi-lo dos seus pecados e lhe dar vida eterna. A nossa dívida é muito grande, mas o amor de Deus é maior, e no Senhor Jesus encontramos tudo que a nossa alma almeja.
Leia Mais ››

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem se viu um Deus além de ti, que trabalhe para aqueles que nele esperam

Isaías 64:4 
                                 

Vemos na Palavra o trabalho do Senhor em favor do homem.
Deus chama um homem, Abraão e a partir de sua descendência, forma uma nação, Israel.
Esta nação recebeu a promessa da vinda do Salvador para ela e para toda a humanidade.
Deus trabalhou dia após dia, mostrando o seu poder e maravilhas a este povo. Riquezas espirituais lhes foram reveladas.
Através de seus poderosos atos, o Senhor se fez conhecer ao povo. Manifestou a sua glória, em muitas experiências. O Senhor parou o sol para que o povo obtivesse a vitória. Abriu o Mar Vermelho e o rio Jordão para que o povo passasse.
Deus revelava as intenções dos povos inimigos. Na hora da incerteza diante da guerra, o Senhor enviava o seu profeta e a Sua Palavra operava livramento e vitória.
Todos que confiaram no Senhor puderam ver a Sua Mão operar em toda a diversidade. O que não se podia alcançar, foi alcançado, porque para o Senhor não há impossíveis.
Para dar a vitória ao servo que Nele espera o Senhor muda as mentes, os corações, as situações. Ana não podia ter filhos, mas confiou e o Senhor lhe deu Samuel. Jacó não era o primogênito de seu pai, mas confiou  e lutou e a benção foi dele. Raabe confiou no Senhor, acolheu os espias e foi salva da morte. Davi foi duramente perseguido por Saul, mas foi fiel e obediente e recebeu o Reino no tempo determinado. 
Os homens precisam dormir, para descansar o seu corpo, mas o Senhor trabalha em favor do seu servo a toda hora, de dia, à noite, de madrugada. Pois a Palavra diz que não dorme o Guarda de Israel e que O Senhor  abençoa os seus servos até enquanto dormem.
Mas, o mais maravilhoso trabalho, foi o Senhor Jesus ter vindo, na forma de homem e ter morrido como um cordeiro, em morte de cruz, com todo o sofrimento, para que o homem pudesse ser salvo, pelo seu Sangue.
Na sua ressurreição de entre os mortos, temos também a certeza de que com ele viveremos, para sempre.
Este ato transformou em ação todo o Amor de Deus por nossas vidas.
A Palavra diz que "O trabalho de sua Alma ele verá, e ficará satisfeito", se referindo ao resultado do sacrifício do Senhor Jesus, na cruz.(Is.53:11)
O homem  está ouvindo a Palavra do Senhor  e vendo a Obra que o Senhor está realizando no meio de seus servos. Na Obra vemos a continuação do trabalho do Senhor Jesus. Seus feitos são sentidos e conhecidos.
Na Obra o nosso fardo se torna leve,  porque o  Senhor leva as nossas cargas, nos dirigindo e operando em nossas vidas, através do Seu Espírito Santo.
Para que o homem também tenha os benefícios do  trabalho do Senhor, precisa deixar de esperar em si mesmo e em outras coisas que são ilusão.
O homem pode ter procurado em muitas coisas e em muitos lugares por um Deus que faça algo por ele.

Mas a Palavra diz " Não se ouviu e nem se viu  Deus além de ti",  porque o Senhor é o único Deus verdadeiro, que é vivo e age em favor daquele que esperar Nele.
Leia Mais ››

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Os Dez Leprosos

Lucas 17: 11-19


11 - E aconteceu que, indo ele a Jerusalém, passava pelo meio da Samaria e da Galiléia.
12 - E entrando numa certa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez homens leprosos, os quais pararam de longe,
13 - e levantaram a voz, dizendo: Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!
14 - Ele, vendo-os, disse-lhes: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. E aconteceu que, indo eles, ficaram limpos.
15 - Um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz;
16 - e caiu ao seus com o rosto em terra aos pés de Jesus, dando-lhe graças; e este era samaritano.
17 - Perguntou, pois, Jesus: Não foram limpos os dez? E os nove, onde estão?
18 - Não se achou quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?
19 - E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou.

A lepra é símbolo do pecado



A LEPRA
O PECADO

Tira a sensibilidade do corpo
Tira a sensibilidade da alma

O leproso vive separado da sociedade
O pecado coloca o homem à margem da sociedade,
  às vezes num hospital enfermo, ou num IML

A lepra corrói o corpo
O pecado corrói a alma.

Pararam de longe: o pecado põe o homem distante do Senhor, impedindo-o de chegar-se ao Senhor, mas a voz do pecador, ainda que de longe, é ouvida pelo Senhor.

Mostrar-se ao sacerdotes: só Jesus pôde dar cumprimento à orientação da palavra de Moisés, quando à purificação de leprosos, pois somente Ele curou leprosos. Esta expressão equivale a dizer que eles já estavam curados.

“...tem compaixão de nós!”  -  Era um estado de profunda necessidade de compaixão:
A compaixão do médico desengana, a dos amigos decepciona e despede vazio.
A palavra compaixão, que usavam diante de todos os que encontravam, só encontrou resposta em Jesus. Compaixão é o mesmo que misericórdia.

E indo eles, ficaram limpos: até chegarem a Jesus, eles andavam em função da condição em que se encontravam, ou seja: leprosos.
A partir de agora, passaram a andar impulsionados pela palavra de Jesus. Por isso ficaram limpos da lepra. Esta é a dinâmica da salvação em Jesus: vindo como leprosos e indo como limpos da lepra. O homem vem doente, mas vai curado. Vem triste, mas vai alegre.
A limpeza do pecado ocorre quando o homem passa a andar conforme a palavra de Jesus. “O sangue de Jesus Cristo, seu filho, nos purifica de todo o pecado”.

“A tua fé te salvou” - Que fé é esta? - A fé salvadora


A fé salvadora é para aquele que volta a Jesus.
Os demais, que eram a maioria, ficaram com a bênção da cura de Jesus, para utilizarem-na para viver somente esta vida aqui. Porém aquele que era estrangeiro, além da bênção para esta vida, ficou ainda com a bênção para a vida eterna, ou seja: a salvação. “Aquele que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora” (vem e continua vindo)

A fé salvadora é para aquele que comparece diante de Jesus, com um gesto de gratidão a Deus por aquilo que lhe foi concedido pelo Senhor. A igreja procede assim todos os dias.

A verdadeira compaixão de Deus consiste numa grande salvação para a alma do homem. Uma salvação completa, para esta vida e para a vida e eterna.
Leia Mais ››

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Desce da tua glória..

Jeremias 48: 18, 19 

INTRODUÇÃO 

·       Desce da tua glória e assenta-te em seco...
O Senhor lança um chamado ao homem, e o convida a se humilhar e a reconhecer sua fraquezas e necessidades espirituais.

·       Ó moradora, filha de Dibom...
Era uma cidade de Moabe, portanto não eram judeus, e sim gentios. Deus fala a um povo gentio, que a princípio não tem direito à herança alguma, mas que por sua misericórdia deseja salvar. 

DESENVOLVIMENTO 

·       O destruidor de Moabe subiu contra ti...

O inimigo tem se levantado nesta hora para destruir a muitos. Ele veio para matar, roubar e destruir. Os lares estão ruindo, os jovens se entregando aos vícios, nem as crianças têm sido poupadas e a miséria tem se alastrado, por causa da ação do destruidor. O Senhor, no entanto, tem chamado a atenção de todos para esta realidade, a fim de que despertem e o busquem. A arrogância do homem às vezes o impede de despertar e se humilhar diante do Senhor.

·       E desfez as tuas fortalezas...

As fortalezas de muitos, aquilo que lhes dá segurança hoje em dia, basicamente são: a família, a situação econômica e a saúde física. Estas três coisas têm sido o alvo do inimigo, pois ele sabe que, se conseguir destrui-las, a vida do homem será desestruturada. A destruição dos lares, a perda do emprego e da estabilidade financeira, além da perda da saúde, têm levado muitos à angustia e à destruição. Tudo isso faz parte do obra do destruidor, e as defesas do homem e tudo aquilo em que confia nada valem.

·       Põe-te no caminho...

O Senhor aponta a saída para a triste situação em que se encontra o homem. Ele o convida para entrar no Caminho e conhecer a Jesus. Ele mostra que o homem precisa abandonar seus próprios caminhos, para que possa obter a verdadeira segurança e salvação. Mas o que fazer para alcançar isso...? 

CONCLUSÃO 

Pergunta ao que vai fugindo, e à que escapou dize: Que sucedeu?


Aquele que teve uma experiência com Jesus é o que vai fugindo, e a igreja é a que vai escapando de toda esta situação, pois ela atentou para a Palavra do Senhor e tem se humilhado na sua presença. Pergunta: Que sucedeu? A resposta da igreja é: “Jesus morreu para te salvar, para te dar vida eterna e te livrar da mão do destruidor. Ele é rei e Senhor de todas as coisas, por isso deves te humilhar diante dele, reconhecendo tua pequenez e extrema necessidade de sua bênção e de sua salvação.
Leia Mais ››

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

De toda árvore do Jardim podes comer livremente...


Gênesis 2: 15-17        João 3: 16, 17


“Tomou, pois, o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e guardar. Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim podes comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele”.


INTRODUÇÃO

Quando Deus criou o homem, deu-lhe o livre arbítrio, que é a capacidade de fazer escolhas conforme a sua vontade. Depois Deus tomou o homem e o colocou no jardim do Éden para o lavrar e guardar. E ordenou o Senhor ao homem dizendo: “De toda árvore do jardim podes comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”.


DESENVOLVIMENTO

No jardim do Éden o homem tinha muitas coisas boas, muitas árvores boas para se comer, com todos os tipos de frutos, cada um mais saboroso do que o outro; mas apenas uma coisa era má, uma única árvore tinha um fruto mal que não poderia ser comido. O homem tinha diante de si um número incontável de boas opções, de bons frutos para alimentá-lo, inclusive o fruto da árvore da vida, que estava no meio do jardim, e apenas uma má opção. E foi exatamente esta má opção, este fruto mal, que trazia a morte em si, aquilo que o homem escolheu como alimento.

Quando o homem fez esta má escolha, foi imediatamente expulso do jardim do Éden, e se deparou com um mundo totalmente diferente daquele em que vivia antes. Agora ele tinha diante de si exatamente aquilo que escolheu: somente árvores más, com seus frutos mortais, os frutos do conhecimento do bem e do mal, um mundo criado pelo adversário, sem nenhuma árvore boa que transmitisse ao homem aquilo que Deus colocou à sua disposição no Éden. Neste mundo o homem encontrou os espinhos, os cardos, a dor, a tristeza, a angústia, a violência, as guerras, as doenças e a morte. O uso errado do seu livre arbítrio e a sua má escolha o levaram a tudo isso.

Mas a Palavra diz que: “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Na sua misericórdia, Deus olhou para a situação do homem que estava perdido no mundo e sem opção de vida, e por causa do seu imenso amor, enviou seu Único Filho, dando-o pelo resgate e salvação do homem. Quando Deus colocou Jesus no mundo, Ele se tornou a única boa opção, diante das tantas más opções existentes. Ele se tornou a única boa árvore, a única que tinha vida, diante das tantas árvores más que já estavam plantadas pelo adversário. Então Deus deu aos homens uma nova oportunidade de escolha, e os homens falharam novamente, escolhendo Barrabás, um homicida e salteador, condenado por seus crimes.


CONCLUSÃO


Até quando o homem vai continuar errando e fazendo más escolhas na sua vida? Até quando ele vai dar preferência às árvores más, com seus frutos mortais, rejeitando a única opção que dá vida eterna, que é o Senhor Jesus? As coisas hoje estão invertidas, pois no princípio o homem tinha muitas árvores boas e apenas uma árvore má. Hoje ele tem muitas árvores más e somente uma árvore boa. Ele precisa fazer o inverso e deixar todo o mal existente no mundo e escolher o único bem, que é o Senhor Jesus, a Árvore da Vida. Hoje o homem não tem como errar novamente, pois já tem aprendido com as duras experiências da sua vida. Ele precisa se redimir diante de Deus, escolhendo o Senhor Jesus como seu Salvador, para que não pereça, mas tenha a vida eterna.
Leia Mais ››

domingo, 18 de dezembro de 2016

De noite busquei em minha cama aquele a quem ama a minha alma: busquei-o, e não o achei ...


Cantares 3: 1-4
                                                                      
·       De noite busquei em minha cama aquele a quem ama a minha alma: busquei-o, e não o achei ...

            Estamos vivendo o momento profético chamado na Palavra de noite. Neste momento vemos o homem perdendo a visão das coisas espirituais cada vez mais, e as trevas se alastrando com o crescimento do pecado no mundo todo. Esta situação de noite, tem conduzido o homem ao comodismo e ao sono espiritual, representado pela palavra cama citada no texto, e nesta posição ninguém encontra o Senhor, ainda que tente procurá-lo. O mundo está cheio de pessoas com esta dificuldade; acomodadas na sua cama, sem conseguir encontrar o Senhor e ter uma experiência de salvação com Ele.

·       Levantar-me-ei, pois, e rodearei a cidade; busquei-o, e não o achei ...

            Algumas pessoas que se encontram na sua posição de comodismo, por causa do vazio das suas vidas, muitas vezes se levantam e começam uma jornada de busca, tentando encontrar o Senhor para provar o seu amor e a sua graça. No entanto a maioria começa pela religião (cidade organizada), e termina por não encontrar aquele a quem a sua alma almeja. Depois tentam nas denominações (ruas) e nos movimentos (praças, ajuntamentos), mas o resultado é o mesmo. O Senhor não está onde a razão e a vontade do homem dominam.

·       Acharam-me os guardas, que rondavam pela cidade e perguntei-lhes: vistes aquele a quem ama a minha alma? ...

            Na busca de uma experiência com o Senhor, alguns terminam caindo nas mãos dos religiosos (guardas da cidade) que procuram influenciá-los na direção de seus dogmas e conceitos teológicos. Mas quando perguntamos pelo Senhor, aquele a quem ama a nossa alma, eles então demonstram que não o conhecem, pois também são rondantes das religiões deste mundo, em busca de algo que preencha o seu coração vazio.

·       Apartando-me eu um pouco deles, logo achei a quem ama a minha alma: detive-o até que o introduzi em casa de minha mãe.

            Geralmente a influência das religiões e as tradições que herdamos dos nossos familiares em termos de fé, impedem que tenhamos uma experiência com o Senhor Jesus revelado. Mas quando nos afastamos dos seus conceitos e da influência da sua religiosidade, logo encontramos aquele a quem ama (anela, deseja) a nossa alma. O nosso encontro com o Senhor ocorre quando fugimos de tudo isso e tratamos diretamente com Ele, pois nestas condições o seu Espírito não encontra barreiras para operar a sua Obra em nós.
            Quando o Senhor se revela ao nosso coração, nós o detemos e o tomamos para nós, pois Ele passa a ser o mais importante na nossa vida. Com sua Obra gerada em nós, somos conduzidos a entrar e permanecer com Ele na igreja (o corpo, a mãe que nos gerou), para gozarmos a verdadeira comunhão e intimidade com aquele a quem ama a nossa alma.

Wallace Oliveira Cruz
Leia Mais ››

SOCIAL MEDIA


Wallace Oliveira Cruz

MARCADORES