Chibolete ou Sibolete?

00:00 0 Comments A+ a-

Juízes 12: 1-7


INTRODUÇÃO


Os filhos de Amon, certo dia, tentaram recuperar a região de Gileade que foi tomada pelos israelitas quando Canaã foi conquistada. Os anciãos de Gileade, então, buscaram ajuda de Jefté (Deus abre) para que os amonitas não conseguissem seu intento.

DESENVOLVIMENTO

Jefté, que tempos atrás havia sido rejeitado e deserdado pelos seus irmãos, agora é colocado como cabeça sobre os homens de Gileade para enfrentar os amonitas.

Depois de tentar uma solução pacífica para o problema, sem obter sucesso, Jefté parte para a peleja e derrota os inimigos em vinte cidades, tomando posse delas.

Depois da vitória, os efraimitas se organizaram e seguiram contra Jefté, revoltados pelo fato de não haverem sido convocados para a peleja, reclamando o direito às terras conquistadas e ameaçando colocar fogo na casa de Jefté e também nas casas dos gileaditas.

Jefté argumentou com eles que os havia convocado, mas eles não atenderam à convocação. Em seguida houve uma batalha entre os gileaditas e os efraimitas, e estes foram derrotados. Alguns sobreviventes fugiram em direção ao vau do Jordão, mas foram interceptados e capturados.

Os efraimitas que foram capturados no vau do Jordão, tentaram escapar dizendo que não eram da tribo de Efraim, então foram submetidos a um teste para comprovar se falavam a verdade ou não. O teste consistia em pronunciar corretamente a palavra Chibolete.

Esta palavra não era bem pronunciada pelos efraimitas, de modo que quando eles tentavam, logo eram denunciados, pois sua pronúncia era Sibolete. Todos eles então, foram identificados como efraimitas e executados ali mesmo.

CONCLUSÃO

Jefté tipifica o Senhor Jesus, que foi rejeitado pelos judeus, mas colocado como cabeça da igreja, que é formada pelos gentios. Nós não tínhamos direito à herança alguma, mas o Senhor se fez nosso comandante e nos convocou para combater contra o inimigo que deseja dominar aquilo que não lhe pertence.

A igreja fiel tem lutado na força do Espírito Santo e tem vencido o inimigo, conquistando “novas terras” para o seu reino. Para esta luta, o Senhor tem convocado todo o seu povo, mas há aqueles que não atendem ao chamado do Senhor, há aqueles que nunca se dispõem para ajudar e só aparecem para receber a bênção. Na hora da luta não se pode contar com eles, mas quando é para gozar os frutos (subir ao Maanaim, participar de seminários, fazer parte de grupos, cear, etc.), eles logo aparecem reclamando com todo ímpeto os “seus direitos”.

Estas pessoas são como os efraimitas, que foram comparados pelo Senhor como um “bolo que não foi virado”, e só assou de um lado. São pessoas indefinidos, que não entenderam a Obra do Senhor, não entenderam a revelação e não participam daquilo que o Senhor está fazendo na igreja nesta hora. Elas também não têm intimidade com o nome de Jesus nem com a sua Palavra, e no momento de maior necessidade não conseguirão ser identificadas como servos do Senhor.

Chibolete quer dizer “Rio caudaloso, enchente”, representando a bênção do Espírito Santo, o transbordar do Rio de Águas Vivas no nosso coração. A Bíblia diz: Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. É preciso, portanto estar identificado com todo o projeto de Deus, para sua segurança e entrada na Eternidade.



AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).