Duas origens

00:00 0 Comments A+ a-


"NO ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo." 
Isaías 6:1


INTRODUÇÃO

Israel vivia um período de tristeza  pois havia acabado de perder um dos maiores reis da sua história, e foi justamente nesse período que Isaias foi chamado para ser usado como profeta nas mãos de Deus para falar ao seu povo.


DESENVOLVIMENTO

Uzias conforme citado acima foi um dos maiores reis de Israel, o seu reinado foi um período próspero para ele e a nação; no livro de 2 Crônicas capítulo 26 encontramos o feitos de Uzias, onde mostra que o país havia se fortalecido, e inclusive o rei fortalecera o seu exercito, fabricando armamentos que aparelhassem os seus soldados, e no versículo 15 pode-se ver que a sua fama se propagou até muito longe, e em dado momento de sua vida conforme encontramos em 2 Crônicas 26, o seu coração se exaltou até se corromper, a ponto de ele transgredir contra o Senhor entrando no templo e oferecendo incenso, sendo repreendido pelo sacerdote, estando o rei indignado com os sacerdotes foi atingido por uma lepra, sendo retirado do templo e permanecendo leproso até o dia da sua morte.

Duas Origens

Isaías fora chamado por Deus para realizar a sua obra como profeta justamente no ano em que Uzias havia morrido, no ano que morre um homem com seu coração soberbo, nasce espiritualmente, um homem disposto a realizar a obra de Deus.

No interior do homem pode-se dizer que existem duas naturezas, uma é carnal, quando o homem sai do ventre de sua mãe e vem ao mundo, a outra é espiritual, quando Deus se revela ao coração e ele passa então a ver o que Deus tem para ele, as duas origens são representadas por Uzias e Isaias.

Uzias - Origem carnal: Razão humana, vaidade, orgulho, soberba,  a natureza humana  que é contrária a vontade de Deus.
  
Isaías – Origem Espiritual: Revelação, aquilo que vem de Deus, Eternidade, a vontade do Senhor manifestada e o homem pronto a atendê-la “Eis-me aqui”

Isaías contemplou ao Senhor quando o rei Uzias havia morrido.

CONCLUSÃO

Para que o homem possa ver a operação de Deus e Ele se Revelando à sua vida, o rei Uzias precisa morrer dentro dele, a sua própria vontade, sua razão, precisam deixar de existir para que ele possa entender a vontade de Deus.


Diác. Marcelo Passos
Vila Velha/ES

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).