PROCLAMANDO A VOLTA DO SENHOR JESUS!




"E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” -Apocalipse 22:17



sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Abisai socorre Davi


II Samuel 21: 16, 17

16  E Isbi-Benobe, que era dos filhos do gigante, cuja lança pesava trezentos siclos de cobre, e que cingia uma espada nova, intentou ferir a Davi.
17  Porém, Abisai, filho de Zeruia, o socorreu, e feriu o filisteu, e o matou. Então os homens de Davi lhe juraram, dizendo: Nunca mais sairás conosco à peleja, para que não apagues a lâmpada de Israel


            INTRODUÇÃO

Davi foi um homem de muitas batalhas, e ele era um homem muito valente. Na sua mocidade enfrentou um leão e um urso que queriam devorar as ovelhas de seu pai. Mais tarde ele enfrentou o gigante filisteu Golias e o matou com sua funda. Apesar de todos estes feitos, Davi não era um super-homem nem era auto-suficiente. Uma coisa que caracterizava a vida de Davi era a sua dependência do Senhor, e isso sempre lhe assegurou a vitória. Além disso, Davi também contava com a ajuda valiosa de seus homens, de seus valentes, que sempre o acompanhavam quando saía para pelejar contra seus inimigos. Esses valentes nunca recuavam diante dos adversários, e sempre estavam prontos a defender fielmente o seu rei e o seu povo.

            DESENVOLVIMENTO

Houve uma batalha travada contra os filisteus, em que Davi se cansou no meio da luta e por pouco não caiu nas mãos de outro gigante filisteu, de nome Isbi-Benobe, cuja lança pesava trezentos ciclos de cobre. Naquela hora, não fosse o socorro providencial de Abisai - um dos valentes de Davi - que matou o gigante antes que ele atingisse Davi, e o rei estaria perdido.

Este fato ocorrido com Davi - tipo da Obra - mostra a interdependência que deve existir entre os membros do Corpo de Cristo - a igreja - em todos os momentos de sua caminhada. Não há ninguém auto-suficiente entre os que fazem parte do exército do Senhor, mas até aqueles que parecem mais fortes precisam da ajuda e do socorro dos demais. Esse posicionamento nos conduz à humildade e ao reconhecimento de que cada irmão tem seu valor e importância dentro da igreja, e que precisamos de sua ajuda em várias ocasiões. No Getsêmani, o Senhor Jesus se sentiu angustiado e pediu ajuda aos discípulos, para que orassem por Ele. Esse é um dos maiores exemplos de humildade e dependência que encontramos na Bíblia.

O pastor da igreja foi escolhido por Deus para estar na posição de governo, mas isso não significa que ele não precisa de ajuda de todos os membros da igreja. Ele não é auto-suficiente, mas um homem que tem grandes lutas, que sente fraquezas e necessidades em muitos momentos de sua vida e de seu ministério. As orações da igreja muitas vezes têm sustentado sua vida e seu ministério, quando vem o cansaço e a provação. O apoio dos diáconos e obreiros, do grupo de intercessão e de toda a igreja, são primordiais na vida de qualquer pastor. Sem a ajuda do Senhor, em primeiro lugar, e também da igreja, o pastor não pode fazer nada.

            CONCLUSÃO

Abisai tipifica o servo que entende e discerne quando aquele que foi levantado pelo Senhor corre perigo. Nesta hora ele se levanta e logo intervém para socorrer seu companheiro, a fim de que ele sobreviva ao perigo e ameaça do inimigo.
Davi era considerado pelos seus valentes como a “lâmpada de Israel”, e por isso era poupado e preservado em algumas lutas e não os acompanhava ao campo de batalha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).

SOCIAL MEDIA


Wallace Oliveira Cruz

MARCADORES