PROCLAMANDO A VOLTA DO SENHOR JESUS!




"E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” -Apocalipse 22:17



sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A Transfiguração


(  Mt 17:1-13  Mc 9:2-8  ),(  Mt 17:1-8    Mc 9:2-8  )

Lucas 9: 28, 29

28  E aconteceu que, quase oito dias depois destas palavras, tomou consigo a Pedro, a João e a Tiago, e subiu ao monte a orar.
29  E, estando ele orando, transfigurou-se a aparência do seu rosto, e a sua roupa ficou branca e mui resplandecente. 

          INTRODUÇÃO

Certo dia Jesus convidou três dos seus discípulos a segui-lo, e os tirou do meio da multidão e dos demais discípulos, e depois de percorrerem um caminho, levou-os ao alto de um monte para que ali pudessem orar e estar em comunhão com o Pai.

          DESENVOLVIMENTO

No alto do monte o Senhor Jesus se transfigurou e os seus vestidos se tornaram alvos e resplandecentes, e em seguida Moisés e Elias apareceram e falavam com Jesus a respeito de sua partida que deveria se cumprir em Jerusalém. Os discípulos não puderam ver o que acontecia, pois estavam carregados de sono, mas quando acordaram, viram a glória de Jesus e os dois varões que estavam com Ele.

Muitos que foram chamados por Jesus para uma caminhada com Ele, e para contemplar a sua glória, estão dormindo nesta hora, por isso não têm alcançado seus mistérios e seus segredos. Aquilo que o Senhor está realizando, a revelação de sua glória e a sua majestade que está acima da  Lei e dos Profetas, não têm podido ser alcançadas e nem entendidas por aqueles que estão “embriagados” pelo sono que domina a muitos nesta hora final. Assim como aquele momento marcava a aproximação da partida do Senhor para a eternidade, hoje também a igreja fiel se prepara para partir para o mesmo lugar, e nesta hora muitos estão dormindo. Precisamos despertar para participar daquilo que o Senhor quer realizar na nossa vida e através de nós.

Quando os discípulos acordaram, viram a glória de Jesus e os dois varões que com Ele falavam. Quando Moisés e Elias se afastaram, Pedro disse: “Mestre, bom é estarmos nós aqui: façamos, pois, três cabanas, uma para ti, uma para Moisés, e uma para Elias, não sabendo o que dizia”. Uma das coisas que aqueles que têm sido despertados para contemplar esta Obra precisam aprender é ouvir a voz do Senhor e não se precipitarem para fazer as coisas conforme o seu próprio entendimento e o seu coração. Jesus não precisava de cabanas, nem tampouco Moisés e Elias, pois nem ali estavam mais, mas o Senhor precisa de servos que estejam dispostos a ouvir sua voz e obedecê-la.

          CONCLUSÃO


Enquanto ele ainda falava, veio uma nuvem que os cobriu; e se atemorizaram ao entrarem na nuvem. E da nuvem saiu uma voz que dizia: “Este é o meu Filho, o meu eleito; a ele ouvi”. Quando o servo espera pelo Senhor, a nuvem, que tipifica o Espírito Santo, desce do céu e o cobre, e assim ele passa a ouvir a voz do Pai que revela a pessoa do seu Filho, mostrando que a Lei e os profetas, com sua glória passageira, apontavam para o Senhor Jesus, cuja Glória e resplendor duram por toda a eternidade, e por isso o Pai ordenou: “A Ele ouvi”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).

SOCIAL MEDIA


Wallace Oliveira Cruz

MARCADORES