A segurança na realização da Obra

00:00 0 Comments A+ a-


João 8: 29


            INTRODUÇÃO

As palavras do Senhor Jesus neste texto, mostram com clareza o que lhe dava segurança na realização da sua Obra. O que Ele disse mostra também porque Ele se posicionou de forma tão firme e inabalável, diante da oposição de todos os seus inimigos.


            DESENVOLVIMENTO
           
Aquele que me enviou... - Essa palavra mostra que Jesus não estava realizando a Obra e o seu Ministério, por sua própria conta ou por sua iniciativa. Ele havia sido enviado e conhecia perfeitamente a vontade do Pai para sua vida. Conhecer a vontade de Deus é imprescindível na realização de qualquer trabalho espiritual. Nós precisamos alcançar a revelação para cada momento da nossa vida e da nossa caminhada. Não podemos andar como cegos que não sabem onde estão pisando nem para onde vão. Precisamos ter a certeza sobre a vontade de Deus, ou estaremos entregues a nós mesmos e à nossa vontade.

O Pai não tem me deixado só... - A presença de Deus na vida de Jesus, era a garantia da sua vitória, pois nos momentos de perigo, o Pai o livrava. Nesta hora de tantos perigos e escuridão, precisamos urgentemente da presença de Deus na nossa vida, pois somos parte do Corpo de Cristo - a igreja. Quando o Pai envia alguém, nunca o deixa só, mas vai com ele para garantir a vitória. Para contar com a presença do Pai nas nossas vidas, precisamos andar pela fé e em espírito.

Porque eu faço sempre o que lhe agrada... - O Senhor esvaziou-se totalmente de si mesmo, para agradar unicamente ao Pai. Sua vontade, suas necessidades humanas, seus interesses, tudo foi deixado de lado para que o Projeto de Deus se cumprisse na sua vida. Este é o princípio da vida agradável a Deus. O Senhor tem buscado servos preocupados em agrada-lo em primeiro lugar. Servos que vivam na revelação, e que realizem a sua Obra com diligência, fazendo dela a sua própria vida.


            CONCLUSÃO

Estas são as três maiores necessidades de cada servo do Senhor, na realização da sua Obra:

Conhecer a vontade do Pai - Aquele que me enviou - O PAI

Viver em comunhão com o Pai - O Pai não me deixa só - O ESPÍRITO SANTO


Agradar somente ao Pai - Porque faço sempre o que lhe agrada - O FILHO

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).