A descrição da volta do Senhor Jesus

00:00 0 Comments A+ a-



"Esta é a voz do meu amado; ei-lo aí, que já vem saltando sobre os montes, pulando sobre os outeiros." Cantares 2:8

INTRODUÇÃO

A profecia aguardada pela igreja, além de exposta pelos sinais, é exposta também na Palavra de Deus, que expressa muito bem como será esse momento. Descreve para o nosso consolo e alerta. Então lembramos da Sua Palavra, e o eu Espírito nos testifica: JESUS VOLTARÁ!
Como é a descrição deste momento? A Palavra nos descreve.


DESENVOLVIMENTO

"Esta é a voz do meu amado” 
A cada tribulação, a cada evento que acontece no mundo, a igreja sabe que são os sinais que antecedem a volta do Senhor Jesus se cumprindo. Enquanto o mundo está perdido, a igreja ouve a sua voz, a voz do seu Amado:

"As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;" João 10:27

"Ei-lo aí"
É o olhar de fé da igreja. Ela não vê as dificuldades, a crise mundial. Ela vê o Senhor saltando sobre os montes das dificuldades. Quando uma luta, uma enfermidade, um problema financeiro se levanta, dizemos isso: "Ei-lo aí". Ele está voltando! Esta profecia está acima de todas as nossas lutas e sofrimento. Nós não enxergamos as lutas, o mundo externo. Enxergamos que Jesus voltará.

Saltando e pulando
Saltando, pulando, falam de pressa. O Senhor tem pressa em vir buscar o seu povo.

Montes e outeiros
MONTES-Grandes elevações de terrenos.
OUTEIROS-Pequenas elevações de terrenos.

O que são as dificuldades perto do nosso desejo de estar com o nosso Salvador? Independentes de serem  grandes ou pequenas, se estamos num bom ou num mal momento, uma vez a nossa fé e a nossa comunhão estando preservada, seremos arrebatados.

"Quem és tu, ó grande monte? Diante de Zorobabel tornar-te-ás uma campina; porque ele trará a pedra angular com aclamações: Graça, graça a ela." Zacarias 4:7


CONCLUSÃO

A volta do Senhor Jesus não se dará num momento de tranquilidade, de comodismo, onde tudo está bem. Mas se dará no momento em que a igreja estará sendo provada, num momento de dor, lutas, tribulações, onde muitos estão desapercebidos.

É neste momento que a igreja precisa ter o olhar de fé para a volta do Senhor Jesus onde ela discerne que os sinais que estão acontecendo é a voz do seu Amado falando com ela, alertando-a para o momento profético e ela enxerga que o seu Amado vai arrebatá-la no período de provas, ou seja,

Muitos crentes vão ser arrebatados enfermos, outros desempregados, outros perseguidos, outros traídos, outros solitários,  outros com muitos outros fardos. Mas serão. Pq Ele voltará e nenhuma luta impedirá os seus fiéis de estarem com Ele na sua glória. "...ei-lo aí, que já vem saltando sobre os montes, pulando sobre os outeiros."

"Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor." 
Romanos 8:39

Bruno Rocha
Maceió/AL

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).