Não ser Pastor seria muito mais fácil

08:48 0 Comments A+ a-




Seria mais fácil ter uma rotina menos puxada. 

Seria mais fácil ter mais tempo pra mim, pra minha família, pra viajar, curtir, fazer as minhas vontades. 

Seria mais fácil não precisar estar metido em conflitos de relacionamentos amorosos, familiares e tantos outros que nos chamam para mediar. 

Seria mais fácil não precisar ouvir tantas críticas. E mais fácil ainda não precisar dar a vida por algumas ovelhas que em forma de agradecimento jogam no lixo tudo que você ensinou e devolvem com críticas e palavras duras que você sabe que nunca precisaria ouvir se não tivesse escolhido essa dura e por vezes ingrata vocação. 

Seria mais fácil não precisar tomar cuidado com cada palavra dita, cada foto postada, cada atitude. 

Seria mais fácil não ter tanta visibilidade e não precisar pensar até antes de respirar. 

Seria mais fácil não ouvir a dor do outro, até porque aqui dentro já tem outro ser humano com dores suficientes falando alto. 

Seria mais fácil não precisar lidar com a ingratidão de tantos que você amou, orou, aconselhou e nem se quer consideraram que foram servidos gratuitamente todo esse tempo. 

Seria mais fácil ter horário de trabalho delimitado, chegar em casa e poder desligar o telefone tranquilo, sem a preocupação de receber um áudio de 5 minutos de alguém chorando e pedindo ajuda. 

Seria mais fácil poder viajar de férias por um longo período de tempo, sem precisar conviver com uma constante pressão interior, mais conhecida como uma preocupação sincera com a igreja e cada ovelha. 

Seria mais fácil não precisar contribuir financeiramente na igreja e gastar meu dinheiro com coisas que fizessem bem somente pra mim. 

Seria mais fácil não precisar medir as consequências e fazer o que der na telha por livre e espontânea vontade. 

Seria mais fácil não viver uma vida de sacrifícios, embalada por lágrimas e um genuíno esforço para negar cada pecado que insiste em bater na porta. 

Seria mais fácil pensar só em mim e ter como referência alguém que não se esvaziou da sua glória para morrer numa cruz. 

Seria mais fácil, mas, sem dúvida, menos gratificante, nobre, digno e especial. Um dia todos juntos cantaremos que valeu a pena cada lágrima e gota de suor derramados em prol da edificação do Reino de Deus nessa terra.

Seria mais fácil, mas só SERIA ...porque desse chamado eu não largo mão até o fim dessa vida...

Uma palavra de consolo! 

Por: Pr. Heber Aleixo

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).