Série Esposas em Construção - 4º

00:00 0 Comments A+ a-






💁🏻Outro dia fui preencher um cadastro em um determinado estabelecimento e a recepcionista me perguntou:
“-Você trabalha?”*E eu respondi: “-Não.” Ela então falou: *“- Do lar?” Eu: “-Sim, isso!”
Imediatamente pensei: “Não, imagina, eu não faço nada o dia inteiro ”. Então eu disse à ela:
-A pergunta correta deveria ser: Qual a sua profissão?, ou : Você trabalha fora de casa?, e não se você trabalha!
Ela riu e disse: - É verdade, trabalhamos muito mais em casa do que fora dela.
💁🏻Muitas vezes nos sentimos desvalorizadas por não termos um título, uma posição importante em alguma empresa, ou alguma formação mais aceita diante da sociedade.
Não estou aqui me referindo as esposas que trabalham fora e que decidiram assim por fazer, por necessidade ou por desejo pessoal.
Eu trabalhei muitos anos fora de casa, e minhas filhas acabavam sendo sacrificadas porque eu não queria ser diferente das outras mulheres, ou me sentir inferior a elas.
💁🏻Eu queria ter o “meu” dinheiro, mas aí eu trabalhava só para pagar as contas de casa, entrei em uma disputa com o meu esposo de quem trabalhava mais, ou quem ganhava mais, e quem saía perdendo era sempre eu, claro; porque eu trabalhava fora, e ainda muito dentro de casa, fora o peso e a culpa de deixar minhas filhas.
O resultado foi desastroso, eu não honrava o meu esposo, nosso casamento foi ficando cada vez mais difícil, até que eu entendi que eu estava fazendo aquilo não porque quisesse, mas por motivações exclusivamente pessoais e egoístas.
💁🏻Não importa se você trabalha ou não fora, o importante é ser feliz e aceitar-se. Se você está trabalhando fora, encare sem peso, sem culpas e realize-se também profissionalmente.
Mas, se optou por ficar em casa, ou se não tem outra alternativa, curta e viva intensamente cada momento perto dos seus filhos, afinal, eles crescem muito rápido, deixando muitas saudades desse tempo.
Trabalhando fora de casa ou dentro, o seu valor é inigualável, imprescindível, tendo títulos, posições, formação superior ou não, o seu valor é o mesmo.
💁🏻Deus se preocupa com o nosso interior, Ele nos vê diferente de como as pessoas nos veem. Ele não valoriza aparência externa, posição social ou financeira, ou qualquer outra coisa que o mundo e a sociedade considera importante. Ele se interessa por você mulher: seja você uma grande empresária, uma chefe de departamento, uma dona de casa, uma esposa, uma mãe. Ele quer que você divida seus medos, dúvidas, anseios. Ele quer que você pergunte para Ele o que fazer de almoço, ou como lidar com as crianças, com as tarefas de escola deles, com o esposo.
Ele quer fazer você ser a mãe e esposa que Ele te criou para ser!

@GMCNJ (Gerando meu casamento no joelho)

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).