Maria no plano profético de Deus

00:00 0 Comments A+ a-


1º. Quem seria Deus conosco? Maria ou Jesus?
Jesus, é o que afirma a Palavra de Deus.
Maria, usada por Deus, como instrumento dele para trazer esta grande bênção: Deus conosco.
Miquéias 5:2. "E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade."
Setecentos anos antes do nascimento prometido em Gn 3:15, depois em, Is 9:2,6,7, quando seu nome é revelado como Deus, o nome apresentado é o de Jesus, chegando a profecia ao local do seu nascimento, a pequena cidade de Belém, a promessa é de que dali sairia aquele que seria "Senhor em Israel".
2º. Quem seria pois Senhor em Israel? Maria ou Jesus?
Lucas 2:3,4,5 " ... E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, a fim de alistar-se com Maria, sua mulher, que estava grávida."
José e Maria, guiados por Deus, foram para Belém, porque estava profetizado que Jesus, o Senhor de Israel, teria que nascer em Belém, porque Davi era de Belém e era rei e a Jesus foi prometido o reino. Ele é o herdeiro do trono. A profecia, 700 anos antes, concernia ao nascimento do Senhor Jesus.
3º. Quem era alvo desta profecia? Maria ou Jesus?
Poderíamos citar as prefigurações dos sofrimentos e as dores do Senhor Jesus nos Salmos, capítulos 2, 22 e Is 53.
Isto o coloca na posição digna de toda adoração: Aquele que levou os pecados de toda a humanidade, desde Adão.
De quem falaram os Salmos, capítulos 2, 22 e Is 53? De Maria ou Jesus?
No Novo Testamento, dos evangelhos ao Apocalipse, a figura Salvadora é Jesus e não Maria.
Mt 1:20-25. " O que nela (Maria) está gerado é do Espírito Santo."
Maria foi o vaso humano de Deus, mas quem estava gerado nela era Deus o Filho.
v. 21. "Dará luz a um filho e chamarás o seu nome Jesus, porque Ele salvará o seu povo dos seus pecados."
4º. Quem seria o Salvador? Maria ou Jesus?
Mateus cita o profeta Isaías e a profecia de Miquéias e também confirma e acrescenta que Maria deu à luz o seu filho primogênito, primeiro gerado, mas Unigênito, único de Deus.
A glória pertence a Jesus, porque é Deus.
Não há na Bíblia nenhuma orientação para se adorar a Maria, mas a Jesus, porque foi Ele quem deu Sua vida, Seu Espírito, para estar conosco todos os dias, porque ele é Deus.
Mt 12:46-50 - "Tua mãe e teus irmãos te procuram. Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai, este é meu irmão e irmã e mãe."
Jesus não desmereceu sua mãe humana, mas colocou tudo nos seus devidos lugares. Isto porque Ele é Deus, onisciente, conhecedor do desejo do adversário de desviar os olhos do homem do Salvador e colocá-los sobre quem não é Deus e nem tão pouco pode salvar, Maria.
João 2:1-5 - Nas bodas em Caná da Galiléia foram a Maria e disseram-lhe: falta vinho. Maria foi a Jesus como intermediária. Jesus disse-lhe: "Que tenho eu contigo mulher? Ainda não é chegada a minha hora."
Maria deu a resposta, porque a queriam como intermediária: "fazei tudo o que ele vos mandar". Jesus foi descortês com sua mãe? Não. Apenas aguardava o tempo do Pai, que mostrava tudo que era para ser realizado dentro do Seu propósito.
João 1:29 - João apresentou o Senhor Jesus, quando descia às águas para ser batizado, como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
5º. Quem tira o pecado, segundo João? Maria ou Jesus?
Quem é o Cordeiro de Deus? Maria ou Jesus?
Lucas 11:27-28 - "... Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste."
Jesus ouviu a mulher que assim lhe gritava do meio da multidão, e deu a resposta: "Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam".
O adversário queria desviar a atenção de Jesus para Maria. A resposta do Senhor foi incisiva. O importante é ouvir a Palavra de Deus e a guardar.
6º. Quem deve ser ouvido? Maria ou Jesus?
1 Tm 2:5 - "Só há um mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo Homem."
Paulo, doutrinador da igreja, afirmou que Jesus é o mediador e não Maria. Todos os ensinos, milagres, todo o ministério do Senhor Jesus foi por ele exercido sem consulta a Maria, mas tão somente ao Pai.
Apocalipse inicia com: "Revelação de Jesus Cristo", e termina com a afirmativa. Ap 22:18.
"Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro."
O testemunho é dado por Jesus Cristo, que é o Alfa e o Ômega, aquele que é o Amém, aquele que virá... não é Maria.
7º. FINALMENTE - A IGREJA É CORPO DE MARIA?
A Igreja é corpo de Cristo, lavada e remida pelo Seu sangue, Sangue de Jesus.
O sangue de Jesus derramado no calvário prefigurava o derramamento do Seu Espírito ( o Espírito Santo), cuja função seria a de preparar a noiva (a igreja) para as Bodas do Cordeiro.
As Bodas do Cordeiro falam do encontro de Jesus (o noivo) com a Igreja (a noiva).
Sem o sangue derramado do Senhor Jesus, não haveria Igreja, porque a figura do sangue no corpo (que é a igreja) tem a função de dar vida a esse corpo (que é a Igreja Fiel).
É importante entender que a vida que Jesus trouxe foi uma vida que veio com Ele da Eternidade.
Portanto a irmã Maria não é mediadora e não pode ser medianeira porque:
1. Não é salvadora;
2. Não faz parte da Trindade, nem tem parte na mesma;
3. Não é parte presente na criação. "O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas." Cl 1:15-17 – O texto acima fala do Senhor Jesus.
4. Não trouxe da Eternidade nem deu a sua vida nem o seu sangue para remir o homem do pecado.
5. Não é divina, portanto em nenhum momento é descrita como parte do projeto divino da Eternidade.
Pelo contrário, quando a Bíblia profeticamente se refere "à mulher" no Novo Testamento, se refere à Igreja infiel, que não é a noiva descrita no Novo Testamento e principalmente no Apocalipse.
As vestes da mulher (igreja infiel) não são comparadas às vestes da noiva, descrita em Ap 19:8: "E foi-lhe permitido vestir-se de linho fino, resplandecente e puro; pois o linho fino são as obras justas dos santos."
A Igreja fiel se veste com a roupa da justificação operada por Jesus e não por Maria, que não derramou o seu sangue no Calvário, muito menos seu espírito, não ressuscitou, ao passo que Jesus derramou o seu sangue, dando a sua vida (trazendo da eternidade o Espírito Santo), como promessa aos que crêem em seu nome. Uma vida que veio da eternidade (Vida Eterna).
O que adiantaria crer no nome de Maria, que não ressuscitou, não tem vida eterna para dar a ninguém, pois se trata de uma pessoa como outra qualquer, em quem o Espírito Santo pode gerar salvação pela pessoa do Senhor Jesus, agora, gerado em nós, tornando o homem vencedor sobre a morte através da ressurreição para a vida eterna. "A quem Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória" Cl 1:27. Maria, irmã que amamos como serva de Deus, e a todos os servos de Deus do passado e do presente, profetas, reis, apóstolos, mártires e tantos outros que jamais aceitariam culto e adoração, sabendo que a própria Maria jamais aceitaria a posição imposta e inventada pela religião que usa apenas o sentimentalismo para afirmar o que não existe e que na verdade é uma forma de tentar anular o sacrifício do Senhor Jesus e desviar em muitas pessoas o verdadeiro projeto de Salvação que se manifesta em Cristo Jesus.
"Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." Jo 14:6
CONCLUÍMOS QUE: Da mesma maneira que Jesus foi gerado pelo Espírito Santo no ventre de Maria, também o mesmo Espírito Santo tem gerado Jesus em nossos corações, a mesma graça espiritual da operação do Espírito Santo em cada um de nós e no corpo, Igreja Fiel. Feitos nova criatura – Novo Nascimento – Nascemos da água e do Espírito.
Não há motivo para aceitar Maria como salvadora. Se Maria é salvadora porque Jesus foi gerado nela pelo Espírito Santo, sendo assim, todos os que receberam Jesus, poderiam ser salvadores.
A Obra Criadora foi consumada por Jesus no Calvário: Quando morreu, mostrou que o projeto de Deus para Israel estava encerrado e só seria restabelecido após o arrebatamento da Igreja. O projeto em que a Igreja está inserida é o da Obra Redentora: Jesus ressuscitou, está vivo, uma operação contínua até o arrebatamento da igreja.
Tire sua dúvida ou envie sugestões, críticas, mensagens, estudos etc, para o e-mail: bibliaapalavradedeus@ymail.com
Bíblia a Palavra de Deus "JESUS VOLTARÁ"


AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).