A leitura da lei diante do povo

08:04 0 Comments A+ a-

Neemias 8: 10
INTRODUÇÃO
Quando o povo de Israel retornou para sua pátria, depois de passar 70 anos no cativeiro babilônico, encontrou Jerusalém em ruínas, pois tudo havia sido destruído. Zorobabel foi o primeiro a partir com um grupo de judeus encarregados de edificar o altar, o templo e reiniciar os trabalhos do culto ao Senhor Deus de Israel.
Depois Neemias também seguiu com outro grupo para reconstruir os muros e as portas de Jerusalém. Quando todo o trabalho foi concluído, depois de muitas lutas e obstáculos, foi necessário transmitir o conhecimento da vontade do Senhor, expressa na Lei de Moisés, a todo o povo.
DESENVOLVIMENTO Quando o sacerdote Esdras começou a ler a Palavra do Senhor, o povo começou a chorar, a entristecer-se e a se lamentar, pensando na sua condição, nos seus pecados, nas suas falhas e nos problemas decorrentes de suas atitudes e pensamentos. Diante desta situação que poderia comprometer o propósito do Senhor, pois é isso que pode acontecer quando se deixa de olhar para a misericórdia de Deus para se contemplar a própria condição, veio uma orientação:
1. Ide, comei as gorduras ... – A gordura era queimada e subia ao alto como uma fumaça cheirosa, sendo recebida pelo Senhor como uma adoração ao seu Nome. A gordura representa o louvor e a adoração. Depois que fomos libertos do cativeiro do mundo, e o altar e o templo para a adoração foi edificado no nosso coração e todo o muro de proteção e as portas de segurança reerguidas na nossa vida, devemos, ao invés de nos lamentar pelo nosso passado, glorificar ao Senhor e nos alimentar e fortalecer no louvor ao seu Nome. Em todas as situações devemos louvar ao Senhor e não sucumbir diante de nossas falhas e pecados. O Poder do Sangue de Jesus é suficiente para nos purificar e devemos louvar sempre a Deus por isso.
2. e bebei as doçuras ... - Outra coisa para a qual devemos atentar diligentemente é para a Palavra revelada, pois ela é doce como o mel (Jr 15: 16 e Ez 3: 3) e supre as necessidades da nossa alma. A Palavra de Deus é a fonte de alegria do coração do servo; ela nos consola e ensina. Quando nos deparamos com a revelação do Senhor Jesus, nos sentimos como quem encontra um manancial de mel e nos deliciamos com sua doçura. Quando Jônatas provou um pouco de mel do bosque, seus olhos clarearam e seu coração se alegrou.
3. enviai porções aos que não têm nada preparado para si ... - Quando provamos a Boa Palavra de Deus, a sua Graça e a Vida Eterna que tem para nos dar, devemos entender a necessidade de compartilharmos tudo isso com aqueles que não têm nada para si. O trabalho de Evangelização pessoal, a assistência e as visitas às pessoas carentes da bênção do Senhor, são imperativas nesta hora. Deus quer que os que estão famintos e sedentos espiritualmente, sejam socorridos antes que morram neste mundo. CONCLUSÃO Cada dia da nossa vida deve ser consagrado ao Senhor, pois Ele tem um plano traçado para cada um de nós. Nada deve acontecer por “acidente” na nossa vida, mas sim como o resultado do cumprimento da revelação do Senhor para a nossa caminhada. Devemos viver o Tempo de Deus, e não o nosso tempo, pois quando isso acontece ficamos inertes e estáticos em meio aos nossos problemas e lamentos à nossa volta.
A Obra de Deus não pode sofrer prejuízos pelo fato de eu estar triste e preso aos meus problemas. O que devo fazer é entregá-los ao Senhor e seguir em frente, buscando alcançar a eternidade e me fortalecendo na alegria do Senhor. Somente aqueles que olham para a frente e para o alto, conhecem essa alegria e essa força (Fil 4: 6, 7).

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).