Vida ao pecador...

08:12 0 Comments A+ a-


"E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai em paz." Lucas 8:48

A parti de Lucas 8:43 iniciaremos uma breve meditação neste encontro belíssimo de Jesus e esta mulher...

"E uma mulher"
Lucas não descreve sua identidade...
A forma que o homem chega na presença de Deus é identificável.

"Que tinha um fluxo de sangue"
A situação desta mulher não era somente enfermidade física, mas  implicações morais, pois se tratava de imunda.
A humanidade, após sua queda atrela-se com a serpente(pecado), e passa a perder vida.

"Havia doze anos"
O número doze é o dobro do número do homem (6), isto quer dizer que, da queda à vinda de Cristo, o que sobressaía era a porção dobrada da "razão humana"
Era a junção do intelecto com a religiosidade.

"E gastara com os médicos todos os seus haveres"
O homem se desgastava a procura da cura; e os médicos a serem consultados eram filósofos, líderes religiosos, idólatras, e coisas desse tipo.


"E por nenhum pudera ser curada"
Nenhum recurso humano alcança a necessidade da alma.

Agora em Lucas 8:44 observaremos os pontos salvíficos...

"Chegando por detrás dele, tocou na orla do seu vestido"
Naquela época uma mulher nesta situação jamais poderia tocar em alguém, muito menos em um Rabino (Jesus se vestia como Mestre).
O temor dela era com a punição da tradição...
O coração do homem chega tomado por conceitos, preconceitos, superstições, e vícios, que são provenientes dele mesmo.

Mas o que mudaria toda esta história era tocar nas vestes(vestes de salvação).
Porque não no corpo?
O Corpo simboliza a igreja, e grupo eclesiástico não salva, mas a salvação que reveste o Corpo.

"E logo estancou o fluxo do seu sangue."
O sangue estancou, e todo sangue perdido destes 12 anos foram substituídos profeticamente pelo  Sangue da cruz.

Para concluir esta breve mensagem, não podemos deixar de lado; o processo de salvação na vida desta nova criatura encontramos em; Lucas 8:47

"Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se"
O Salvo declara todos os dias a sua salvação...

"Aproximou-se tremendo e, prostrando-se ante ele"
A intimidade, a comunhão é temendo e tremendo(temor, e tremor)
O prostar, nos indica a busca, os meios de graça...

"Declarou-lhe diante de todo o povo a causa por que lhe havia tocado, e como logo sarara."
A confissão de pecado, a ousadia em testemunhar, é próprio da natureza do salvo.

Daniel Santos

AVISO: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail válido).